O deputado Leonardo Gadelha anunciou na manhã desta segunda-feira a divulgação do edital de licitação para as obras do porto de Cabedelo para os próximos dias. A expectativa da Secretaria de Portos é que as propostas sejam analisadas em junho.

“O prazo para a conclusão é de 12 meses e as obras devem começar já em junho. Isso significa que em junho de 2010 veremos realizado nosso sonho de fazer voltar à ativa nosso terminal portuário”, revelou Leonardo. O deputado explicou que o canal do porto passará por ações de desassoreamento e derrocamento. “O leito do rio será dragado, aumentando a profundidade, e também serão retiradas rochas, ampliando consideravelmente o calado do porto”.

Com a reestruturação, Cabedelo terá condições de receber navios de médio a grande porte. “Ficaremos com 11m de calado na cota 0,0 e com 12,3 na maré alta.

É um número que representa um aumento expressivo sobre os menos de 9m com que o porto vem tentando operar”. A obra deixará o porto em condições de disputar com outros portos da região. “Acredito que nosso porto será uma alternativa atraente. Temos uma ótima localização, teremos, em breve, uma profundidade razoável, e poderemos oferecer tarifas lucrativas. Claro que não vamos competir com Suape, mas essa não é a intenção nem a vocação de Cabedelo”, salienta Leonardo.

O parlamentar adiantou que se reunirá com a comunidade portuária nos próximos dias. A ideia é discutir com os envolvidos a notícia e “avaliar a necessidade de ações complementares. Vamos definir o que precisa ser feito a partir de agora e continuar diligentes na defesa do porto”.

A luta pela adequação do porto começou em 2007 e desde então criou-se um comitê em sua defesa que conta com a participação dos mais diversos setores envolvidos com o terminal. A verba de 105 milhões para a obra de dragagem foi garantida em uma reunião do senador José Maranhão e do deputado Marcondes Gadelha com o ministro de Portos, Pedro Brito. “Acredito que o nosso envolvimento na luta da comunidade portuária rendeu bons frutos. O anuncio da licitação mostra que estamos no caminho certo. A Paraíba precisa contar com um porto forte e é isso que estamos garantindo”, finalizou Leonardo.
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: Grande João Pessoa registra mais de 40% dos casos de todo o estado

A Paraíba, segundo dados apresentados no último boletim epidemiológico emitido nesta sexta-feira (5), já registrou 18.579 casos de contaminação pelo novo coronavírus (Covid-19). A Capital paraibana segue sendo o município…

Covid-19: MPPB recomenda proibição de fogueiras e fogos

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou, nesta sexta-feira (5/06), aos prefeitos de Bananeiras, Belém, Borborema, Caiçara, Dona Inês, Logradouro e Serraria a prorrogação do decreto municipal que determinou o…