A guarda do filho menor do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) permanecerá com a mãe, a jornalista Pâmela Bório. A decisão é da justiça até o julgamento do mérito da ação, já que foi negada a tutela de urgência.

A guarda da criança foi concedida a Pâmela Bório depois que o ex-governador foi preso na Operação Calvário, no final do ano passado. Até então, o menino vivia com pai.

Depois de ser beneficiado com habeas corpus, o ex-governador começou a tentar reaver a guarda do filho, mas Pâmela Bório recorreu alegando que, embora esteja em liberdade, Ricardo usa tornozeleira eletrônica e não chegou a ser inocentado, de modo que ainda há risco dele ser preso novamente.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nesta 5ª: prefeitos da Grande JP se reúnem com João para debater Covid

Os prefeitos da região metropolitana de João Pessoa terão uma nova oportunidade de dabater com o governador João Azevêdo as medidas de combate ao novo coronavírus em reunião que acontecerá…

Após apresentar medidas de segurança, Guaraves é desinterditada pelo TRT

Interditada no dia 19 de maio, o Frigorífico Guaraves, em Guarabira, teve seu funcionamento liberado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT). A Corte aceitou o pedido da defesa após a…