Apesar de ser hostilizado pelo clã Bolsonaro, o deputado federal Julian Lemos, do PSL da Paraíba, segue demonstrando gestos favoráveis ao presidente da República. Nesta segunda-feira (02), por exemplo, o parlamentar se posicionou contra o parlamento e favorável ao Poder Executivo quando o assunto é o poder da caneta no tocante a destinação do Orçamento Extra do Governo.

Para o parlamentar, é inadmissível que o tamanho do valor do orçamento seja potencializado nas mãos de deputados, que não foram eleitos para executá-lo, mas sim para legislar. Julian ainda lembrou que os deputados já têm direito a emendas impositivas, de bancada e individual e querer, nesse momento, retirar o poder do executivo é tentar enfraquecê-lo.

“Não posso admitir que seja potencializado tamanho valor desse na mão de um parlamentar. O relator do Orçamento tenha condição de dizer para onde vai esse recurso, quando na verdade, na minha visão, é uma decisão do Poder Executivo. Os deputados já têm suas emendas impositivas, de bancadas e individuais e através de de uma boa conversação, de paz, com o governo, isso aí pode acontecer sem nenhuma problema. Agora potencializar dessa forma é enfraquecer diretamente o executivo”, defendeu.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB recebe R$ 5,3 milhões do MPT para combate e prevenção à Covid-19

O Ministério Público do Trabalho destinou, em cerca de uma semana, mais de R$ 61 milhões para auxiliar Estados e municípios no combate à pandemia do novo Coronavírus no país.…

PMCG lança cartilha com proposta de retomada gradativa de atividades

Através de uma cartilha, elaborada pela Prefeitura de Campina Grande, um Planejamento Estratégico projeta a retomada gradativa das atividades econômicas no Município, a partir do próximo dia 6 de abril.…