Por pbagora.com.br

O governador da Paraíba, João Azevêdo, estabeleceu, através de lei, e seguindo a lógica de adotar medidas de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) a requisição, por parte do poder público, de leitos privados, caso haja a necessidade de assegurar a pacientes o atendimento para tratamento da Covid-19.

João Azevêdo explicou que o número de leitos públicos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s), na Paraíba, é maior do que na rede privada de saúde e que a prioridade, diante do atual momento, é garantir atendimento à população.

– Eu espero essa lei nem seja necessária a sua operação. Pois estamos trabalhando para a ampliação de leitos, é para oferecer as condições do sistema público dar a devida resposta ao setor.

João alertou que em uma situação de colapso na Saúde, como em Manaus no Amazonas, e nos estados do Ceará, São Paulo, Pernambuco e Rio de Janeiro, o estado precisa estar preparado para que nenhum paciente deixe de receber atendimento. Segundo João, caso um paciente precise de um leito de UTI e não encontre no setor público, o leito em unidade hospitalar privada será requisitado.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Corpo de Bombeiros amplia ações com aquisição de novos drones

Com o objetivo de modernizar e ampliar as ações da corporação, o Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba (CBMPB) realizou a aquisição de três novos drones a serem entregues ao…

João Azevêdo inspeciona obras em Guarabira e Caldas Brandão

O governador João Azevêdo realizou, nesta sexta-feira (30), visitas técnicas à agência da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) do distrito do Cajá e ao reservatório elevado e…