Por pbagora.com.br

Em entrevista à imprensa, nesta tarde, o governador João Azevêdo (Cidadania) disse que viu com preocupação as declarações do ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, na manhã desta sexta-feira (24), quando revelou que o presidente Bolsonaro teria intenção de interferir politicamente na Polícia Federal.

“Essa é a questão que mais preocupa”, disse o gestor. Para João, ao que parece o fato pode ensejar afastamento do cargo sob a justificativa de crime de responsabilidade. “Agora passa a ser uma questão política, antes de tudo, como qualquer processo de impeachment”, emendou.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Dia da Árvore: atividades da ALPB são exemplos de preservação ambiental

O Dia da Árvore, comemorado nesta segunda-feira (21), escolhido para simbolizar o início da primavera no Brasil, é também um momento para que a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) chame…

Representantes do PT e PCdoB em JP fecham acordo para não subir no palanque de RC

Apesar da orientação nacional do Partido dos Trabalhadores para apoiar a candidatura do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) na disputa pela prefeitura de João Pessoa, representantes da cúpula petista na Capital…