” É uma decisão  lamentável pois  quem  vai sofrer é a população  porque  vai ficar sem o atendimento médico”. O alerta é do secretário de Saúde do Estado da Paraíba, Geraldo Medeiros, ao lamentar a decisão do Conselho Regional de  Saúde (CRM) que interditou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da unidade.

Conforme o secretário, todas as medidas  protetivas solicitadas  pelo órgão já foram adotadas com a colocação de policiais e viaturas na frente do Hospital. Apesar da iniciativa, o hospital segue interditado, prejudicando dezenas de famílias.

O secretário explicou  que a contratação de uma guarda armada, como solicitou o CRM, não acontece  de uma hora para outra e precisa passar por tudo um processo administrativo e licitatório.

’Não concordamos de maneira alguma com essa decisão do CRM, pois não compete a esse conselho determinar que tipo de segurança deve ser adotada ‘, finalizou o secretário.

Na última quarta (7), o CRM-PB deu um prazo de 48 horas para que a Secretaria de Saúde Estadual providenciasse segurança armada no hospital, após ameaças do pai de uma criança internada contra a equipe de profissionais do hospital e pacientes da UTI pediátrica.

Conforme o CRM-PB, nesta sexta (9), o prazo concedido para que as providências fossem tomadas expirou e nada foi resolvido, apesar de viaturas da Polícia Militar terem sido acionadas para reforçar a segurança.

O Coronel Eullher, da Polícia Militar, se comprometeu a enviar reforços à unidade até que a empresa de guarda armada seja contratada.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cobrança de empréstimos consignados a servidores da PB é suspensa por 120 dias

O governador Joao Azevêdo sancionou a Lei 11.699, de autoria dos deputados estaduais Wallber Virgolino e Wilson Filho, que suspende a cobrança dos empréstimos consignados, contraídos pelos servidores públicos estaduais,…

Covid-19: Paraíba registra 35 mortes em 24h e mais de mil novos infectados

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou 35 novas mortes ocasionadas pelo novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24h. No mesmo período, 1.159 pessoas testaram positivo para a doença. A…