Por pbagora.com.br

Terminam hoje (19) as as inscrições no concurso para a Prefeitura de Sapé, na Zona da Mata paraibana. De acordo com o edital, o certame oferece 182 vagas em cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior. Os salários variam de R$ 998 a R$ 2,8 mil.

O cargo com mais vagas é o de professor de educação básica I, que tem 28 vagas, sendo 18 para a zona rural e 7 para a zona urbana. Já os cargos com salários maiores são os de supervisor educacional e professor da educação básica II, este, com vagas nas áreas de artes, ciências, educação física, geografia, história, matemática, português e Libras.

Também há vagas para auxiliar de serviços gerais, auxiliar de creche, merendeira, motorista (CNH D e CNH B), vigia, auxiliar de saúde bucal, agente de trânsito, agente fiscal de meio ambiente, cuidador, condutor socorrista, digitador, monitor de creche, recepcionista, técnico em enfermagem, técnico em auditor de controle interno, técnico em radiologia, técnico em edificação, assistente social, auditor de controle interno, enfermeiro, educador físico, médico (pediatra, mastologista, ginecologista, neurologista, reumatologista, urologista, psiquiatra, cardiologista, gastroenterologista e otorrinolaringologista), nutricionista, pedagogo, psicólogo, psicopedagogo e procurador.

A taxa de inscrição custa R$ 65 para cargos de nível fundamental, R$ 85 para cargos de nível médio ou técnico e R$ 105 para cargos de nível superior. As inscrições devem ser feitas no site da organizadora.

As provas devem acontecer no dia 16 de fevereiro de 2020.

PB Agora

Notícias relacionadas

Covid: PB tem 23 mortes em 24h e ocupação de leitos é de 87% na Grande João Pessoa

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) registrou, nesta quarta (03), 1.118 casos de Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 72 (6,44%) são casos de pacientes hospitalizados e 1.046 (93,55%)…

Procurador defende decreto e diz que direito à vida se sobrepõe ao direito ao culto

A defesa que alguns religiosos na Paraíba fazem para a volta da realização de cultos presenciais no estado, contrariando o decreto estadual, foi alvo de críticas pelo  procurador do Ministério…