A diretoria da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia Civil na Paraíba (Adepdel-PB) enviou nota à imprensa, demonstrando a insatisfação e estarrecimento com relação a demora em concluir as negociações entre categoria e governo do estado. Revoltada a categoria marcou uma nova assembléia para o dia de hoje, às 19hs na OAB de Campina Grande, onde podem decidir pela retomada do movimento grevista.

Confira a nota na íntegra

É com muito respeito e consideração que informamos o teor do que fora discutido no dia de ontem nas dependências do Palácio do Governador, tendo em vista que após a referida reunião, a categoria dos delegados de polícia civil desse estado encontra-se estarrecida e decepcionada com a morosidade no andamento das negociações, para não falar em estagnação.

Há 20 vinte dias a categoria publicamente suspendeu o movimento paredista tendo em vista que o governo havia sinalizado no sentido de demonstrar sensibilidade ao nosso pleito, justificando-se na justeza das reivindicações. Ocorre que durante esse lapso temporal a ADEPDEL, representada nas pessoas de seus diretores e vices, compareceram diariamente e diuturnamente nas Secretarias de Administração e de Finanças, conseguindo contato pessoal apenas com os Secretários Eitel Santiago e Gustavo Nogueira, vindo esse último a sinalizar no sentido do consentimento dos nossos pleitos, todavia, chegando a um valor não idêntico, contudo, aproximado.

Na noite anterior a reunião foi decepcionante, tendo em vista que apesar de decorridos 20 dias, a equipe econômica não nos trouxe sequer um valor, ou um percentual no sentido de publicizar o impacto que porventura pudesse gerar nos cofres públicos, estando na posse apenas, dos dados informados e solicitados por nós reivindicantes, proposta essa já conhecida por toda a categoria, imprensa e sociedade.

Iniciada a reunião, momento em que o Governador afirmou mostrar-se sensível com a categoria e dada a palavra aos membros da ADEPDEL a conclusão foi de que não houve nenhuma evolução nas negociações, já que não demonstração de contra-proposta, ainda por cima, houve declarações públicas de que o referido seria para discutir a suspensão do corte de ponto, pauta essa já decidida judicialmente o que fez com que a categoria nem sequer a mencionasse.

Além da decepção com a falta de interesse e o descompromisso com o nosso respeito com a sociedade, nos sentimos desrespeitados, desapontados e humilhados, após ouvir do próprio gestor público, o Sr. Governador Cássio Cunha Lima, ratificando as palavras do Secretário de Segurança que a categoria que quisesse ganhar um valor acima do estabelecido fizesse concurso para carreira diversa, dando a entender que pessoas qualificadas só devessem ser afetos aos fóruns ou procuradorias que defendem interesses do estado e não à uma sociadade que clama por justiça, por atenção e seriedade da condução de procedimentos que lidam com um dos bens jurídicos mais importantes: a liberdade.

Enfim, não sabemos ao certo qual o interesse do estado, se é acabar de uma vez com a carreira de Delegado ou de continuar tratando pessoas qualificadas, honestas, de elevado nível cultural, fortes e capazes de enfrentar de modo belicoso a criminalidade que tanto assusta a todos e sem dúvida é o maior problema enfrentado nesse estado. Existe, na verdade, uma inversão de valores, já que somos os Delegados mais mal pagos do país, o déficit e êxodo dos referidos profissionais é de alto índice, o que demonstra explicitamente a falta de compromisso para com a sociedade.

Por fim, a conclusão foi a de que não houve nenhuma evolução na conversa, deixando cerca de cinqüenta delegados que aguardavam ansiosamente na frente do palácio desapontados, revoltados e marcando desde já uma nova assembléia para o dia de hoje, às 19hs na OAB de Campina Grande.

Atenciosamente,

Diretoria ADEPDEL.
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

HOJE: Bailaço tem apresentações artísticas e discotecagem de Isa Queiroz

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, neste sábado (17), mais uma edição do projeto Bailaço. O evento começa às 20h, com apresentações de Elementos Cia. de Dança; Priscila…

Romero assina projeto de lei que cria a Controladoria Geral do Município

O prefeito Romero Rodrigues assinou, na manhã desta sexta-feira, 16, o projeto de lei que cria a Controladoria Geral do Município de Campina Grande. Romero assinou o PL após uma…