O Ministério Público da Paraíba (MPPB) está investigando a possível irregularidade na contratação de Manacés Basílio como servidor da Prefeitura de Cuité.

De acordo com a representação, Basílio consta nos quadros da gestão municipal, mas não estaria prestando o serviço para qual foi contratado, ou seja, seria um servidor fantasma.

Segundo o que foi apresentado ao MPPB, o investigado recebia um valor, que seria dividido com outra pessoa por ordem do deputado estadual Tião Gomes.

“Apurar a conduta do Sr. Manacés Basílio, o qual seria, em tese, funcionário fantasma da Prefeitura de Cuité, constando como servidor efetivo formal, mas não prestando serviços, percebendo do poder público, em tese, quantia que dividiria com terceiro, por ordem do Deputado Tião Gomes Pereira, promovendo todas as diligências judiciais e administrativas a fim de apurar eventual ato de improbidade e responsabilizar os envolvidos”, diz um trecho do despacho assinado pelo promotor de Justiça Dennys Carneiro Rocha dos Santos.

Em nota encaminhada ao Blog, o deputado Tião Gomes rebateu a acusação.

Sobre a investigação do Ministério Público que apura a conduta de um funcionário da Prefeitura de Cuité que seria “fantasma” e teria sido indicado pelo deputado Tião Gomes, o parlamentar se diz surpreso.

Tião Gomes não conhece a pessoa investigada, nunca ouviu falar, e principalmente, não tem vinculo algum com o município de Cuité. O deputado afirma que é uma acusação totalmente infundada e já acionou sua assessoria jurídica para buscar mais informações sobre o processo no MP.

O deputado estadual garante provar que a indicação do seu nome nesse processo do Ministério Público é 100% infundada e acionará juridicamente os responsáveis pela denúncia.

 

Fonte: Blog do Wallison Bezerra

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Faleceu neste domingo em João Pessoa o desembargador Júlio Paulo Neto

Faleceu na noite deste domingo (26), em João Pessoa o desembargador aposentado Júlio Paulo Neto. Aos 80, ele foi vítima de insuficiência renal. Júlio estava internado na Clinepa para tratamento…

Justiça acata denúncia contra sete pessoas pela compra do mandato de Luceninha

A juíza da 3ª Vara Mista de Cabedelo, Giovanna Lisboa Araújo de Souza, recebeu a petição inicial apresentada pelo Ministério Público estadual nos autos de uma Ação Civil de Improbidade…