Por pbagora.com.br

Uma indústria de descartáveis foi autuada por furto de energia, na tarde dessa quinta-feira (4).

A unidade situada no distrito industrial de João Pessoa desviou um estimado de mais de 112.634 KWh, o suficiente para atender 850 residências por um mês.

A operação foi deflagrada pelo Delegado de Polícia Civil da Central de Flagrantes, juntamente com o Instituto de Polícia Cientifica – IPC e a Energisa.

O furto de energia é um crime previsto no art. 155 e art. 171, onde prevê uma pena de até quatro anos de reclusão e multa.

A prática impacta para os demais consumidores que estão regulares, afirma o gerente do departamento de combate a perdas da Energisa, Felipe Costa, “Os gatos de energia comprometem a segurança da população e colocam vidas em risco, e ainda prejudicarem a qualidade do serviço prestado pela concessionária aos clientes”.

Além do processo criminal, o cliente autuado deverá pagar por toda a energia não medida durante o período da irregularidade, conforme a resolução 414/2010 ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Os furtos oneram a população e prejudicam o fornecimento, a arrecadação de impostos e a receita da empresa, comprometendo os investimentos na melhoria dos serviços.

Para denunciar, o cliente pode utilizar um dos canais de atendimentos digitais da Energisa: WhatsApp – (83) 99135-5540; aplicativo Energisa On; site (www.energisa.com.br); ou Call Center (0800 083 0196).

 

 

Redação com Ascom

Notícias relacionadas

Prefeito e vice-prefeito de Cabedelo lamentam morte de secretário da Defesa Civil; cidade terá luto de 3 dias

A Prefeitura Municipal de Cabedelo decretou luto oficial de 3 dias pela morte do secretário de Defesa Civil do município, Fernando Macedo. Macedo faleceu na manhã desta segunda-feira (8), vítima…

“É hora de solidariedade e de luta pela vacina e a vida”, pede João

O governador João Azevêdo voltou a pedir o comprometimento dos paraibanos com relação as medidas restritivas de combate à covid-19 em todo o estado. De acordo com João durante o…