O secretário de Saúde, José Maria de França, confirmou nesta quinta-feira, que, além da recuperação dos hospitais já existentes no Estado, a rede será reforçada com a inauguração no próximo mês de dezembro do novo Hospital de Trauma de Campina Grande, na Avenida Floriano Peixoto, no bairro das Malvinas. Até lá, a nova casa hospitalar da cidade será totalmente preparada em termos de recursos humanos e materiais para oferecer ao Compartimento da Borborema um serviço do mais alto nível.

O anúncio foi feito durante visita do secretário, na manhã desta quinta-feira (19) a Campina Grande. Na ocasião, França garantiu a completa recuperação da rede hospitalar da Paraíba. França participou de reunião de trabalho no auditório do Hospital Regional de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, com a presença do prefeito Veneziano Vital do Rêgo; diretor daquela casa hospitalar, João Menezes, e do secretário executivo da Interiorização da Ação do Governo, Assis Costa.

 

A visita representa o primeiro grande passo para a criação e implantação da rede estadual de emergência da Paraíba. Para tanto, haverá o funcionamento de um “grupo de transição” visando viabilizar o funcionamento do novo hospital até o mês de dezembro e, ao mesmo, manter em atividade o atual Hospital Regional de Emergência de Campina Grande, no bairro de São José.

“Posso dizer que e nossa equipe de transição vai funcionar como alguém que está, ao mesmo tempo, dirigindo um carro com os quatro pneus furados, tendo, contudo, de consertá-los com o veículo em pleno movimento. Ou seja, precisamos manter o atual hospital em funcionamento, enquanto o outro ainda não se torna uma realidade”, afirmou.

De acordo com o secretário, as dificuldades acontecem porque o atual governo encontrou toda a rede hospitalar da Paraíba totalmente sucateada, havendo a necessidade do Estado recuperar cerca de 30 unidades de saúde, sobretudo hospitais, em toda a Paraíba. Conforme destacou, todo este esforço, com apoio do governo federal, deverá se prolongar até janeiro de 2010.

“Até mesmo o Hospital de Trauma de João Pessoa está completamente destroçado. Ele e outros grandes hospitais vão ser reformados com urgência e esperamos que em janeiro de 2010 a nossa rede de saúde tenha recuperado a sua plena condição de funcionamento. Para tanto, estaremos recorrendo a recursos federais”, informou.

Quanto a Campina Grande, o secretário disse que em dezembro “o prefeito Veneziano Vital do Rêgo vai dar, ao lado do governador José Maranhão, um grande presente de Natal a todos os campinenses, isto é, o seu novo hospital, contando com 260 leitos e outras condições para bem atender à comunidade”. Ele também garantiu que a cidade não mais será discriminada, no campo da saúde, por conta de questões políticas e a que Campina Grande passará a ter “vez e voz no governo do Estado”.

 

SECOM

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mais três cobras são recapturadas e devolvidas habitat natural na Grande JP

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) resgatou mais três cobras, na manhã desta sexta-feira (10), nas cidades de João Pessoa e Bayeux. Elas eram de três espécies diferentes, sendo uma…

Defensoria Pública apoia campanha ‘Sinal vermelho contra a violência doméstica’

A Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB) apoia a campanha “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”, promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação dos Magistrados Brasileiros…