Uma idosa, de 79, que mora em Campina Grande denunciou que teria sido impossibilitada de votar por falta de acessibilidade no local de votação.

A filha dela informou que a mãe é cadeirante e vota no primeiro andar do Colégio Estadual da Prata.

Ao chegarem ao local mãe e filha se depararam com a falta de acessibilidade e ao procurarem os fiscais do local de votação os mesmos questionaram o peso da cadeira e teriam informado que a mulher não teria como votar.

Imagem Ilustrativa*

PB Agora

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Veja como foi a invasão ao escritório de RC; vídeos exclusivos da coluna de WF

A Coluna publica, com absoluta exclusividade, os vídeos com imagens de um homem invadindo o escritório do ex-governador e presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho (PSB). A invasão ocorreu…

Censo 2020: João destaca relevância da pesquisa para definir investimentos

O governador João Azevêdo participou, nesta segunda-feira (19), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, do lançamento oficial do Censo Demográfico 2020. Na ocasião, ocorreu a primeira reunião de planejamento…