Por pbagora.com.br

 Neste sábado (31), acontece em Campina Grande, a 1ª Marcha da Defesa Animal. A manifestação está marcada para às 9h e terá concentração no Parque do Povo. O objetivo da marcha é reivindicar, de forma pacífica, para que seja aplicada pena reclusão aos responsáveis por maus tratos, crueldade, abandono e demais crimes cometidos contra animais. O evento está sendo organizado pela ONG Adota Campina.

De acordo com a ONG, “hoje, a lei determina que a pena para quem maltrata animais é de 3 meses a 1 ano de detenção. A PL 236/12 determinou que a pena para crimes cometidos a animais fosse entre 1 e 4 anos. Porém, de acordo com o Código Penal brasileiro, penas inferiores a 4 anos classificam suspensão condicional e troca de pena por serviços comunitários ou de cumprimento em regime aberto. Entre 4 e 8 anos, regime semi aberto. O autor do crime somente iria preso se a pena fossem maior que 8 anos”.

Os organizadores solicitam que os participantes compareçam usando blusas brancas e levando cartazes com mensagens sobre os objetivos da marcha.

Saiba mais:

Adota Campina é uma organização não-governamental (ONG) de responsabilidade social, desenvolvida para transformar a realidade do meio ambiente e dos animais rejeitados e abandonados da Cidade de Campina Grande. Possui objetivos filantrópicos e atua sem fins lucrativos. Foi criada em 2006 por um grupo de pessoas não conformadas em ver animais perambulando pelas ruas, sofrendo toda a sorte de abusos, maus-tratos e procriando indiscriminadamente. Este grupo resolveu unir esforços com o intuito de obter um ambiente mais equilibrado para homens e animais.

 

Ascom

Notícias relacionadas

Após ‘feriadão’, PB apresenta redução na taxa de transmissão do novo coronavírus

Bandeiras amarelas voltam a predominar em 84% dos municípios paraibanos na 23ª avaliação do Plano Novo Normal A 23ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba traz um expressivo crescimento no…

Novo decreto mantém celebrações religiosas e atendimento presencial em bares e restaurantes

Em novo decreto publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Estado neste sábado (17), o Governo do Estado mantém o atendimento presencial nos bares, restaurantes, lanchonetes e lojas de…