A Paraíba o tempo todo  |

Governo Lula destina quase R$ 60 mi para triplicação da BR-230 entre Cabedelo e Oitizeiro e R$ 43 mi para Canal Acauã-Araçagi

Investimento em obras de mobilidade e recursos hídricos. Oficialmente publicada em edição do Diário Oficial da União, a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2024, prevê recursos para duas importantes áreas na Paraíba. O Governo Federal destinou quase R$ 60 milhões do orçamento de 2024 para a obra da triplicação da BR-230, entre o município Cabedelo e o bairro de Oitizeiro, em João Pessoa.

No ano passado, após meses de paralisação, a readequação na BR-230 entre Cabedelo e Oitizeiro foi retomada. Segundo o Governo Federal, à época, a nova licitação – no valor de R$ 151 milhões – prevê a execução dos serviços até as imediações do bairro do Renascer.

O custo total da readequação da BR-230, compreendendo 28 quilômetros, poderá superar os R$ 300 milhões.

No âmbito da segurança hídrica foram incluídas verbas para obras como Canal Acauã-Araçagi (Vertente Litorânea) e Ramal do Piancó.

Para a primeira obra foram destinados R$ 43.191,040. A obra teve início em 2013, no primeiro governo de Dilma Rousseff (PT), e já passou por dois governos.

O canal Acauã-Araçagi tem por objetivo ser uma ação complementar da transposição leste do Rio São Francisco, sendo um canal de 130,4 km que levará água do São Francisco a municípios do Agreste, Zona da Mata, Brejo e Litoral Norte.

O canal tem início em Itatuba e está previsto para ser finalizado em um açude, que será construído entre no Rio Camaratuba, entre os municípios de Curral de Cima, Jacaraú e Mamanguape, Litoral Norte do estado.

Até o momento, apenas o primeiro lote da chamada ‘Vertente Litorânea’ foi entregue. Ele beneficia diretamente cidades como Mogeiro, Itatuba, Itabaiana, Ingá, Salgado de São Félix e o Rio Gurinhém. O segundo lote está em execução e deverá levar água até a barragem de Araçagi, na região do Brejo do estado. A previsão é que ele seja entregue ainda este ano.

Após a água chegar ao reservatório em no Brejo da Paraíba, o terceiro e último lote seguirá até o novo açude que será construído no Rio Camaratuba.

A obra tem valor total de mais de R$ 1,4 bilhão e promete ser a solução para a falta d’água em quase 40 cidades paraibanas, chegando a mais de 600 mil beneficiados. Os recursos são oriundos do Governo Federal que corresponde R$ 1,2 bilhão e Governo do Estado que representa R$ 155 milhões.

Redação

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe