Por pbagora.com.br

É proibido proibir! O governador Ricardo Coutinho (PSB) destacou em seu programa diário na rádio Tabajara, o Projeto de Lei encaminhado para a Assembleia Legislativa, contra censura e a favor da liberdade de expressão. O Projeto de Lei na defesa da ”liberdade de cátedra”, defende a liberdade e pluralidade de discussões dentro de escolas públicas e particulares.

O projeto, conforme argumentou o socialista, bate de frente com o já conhecido “Escola sem Partido”, que é o Projeto de Lei nº 7180/14 que tem como função proibir discussões configuradas como “doutrinação ideológica” dentro das salas de aula.

Ricardo declarou considerar como fundamentais todos os tipos de discussões e disse que a escola é uma formação para a vida, tendo assim que abrir as mentes para todas as discussões, independente de mover posicionamentos contrários ou favoráveis.

Eu vejo nesse cenário nacional umas discussões sem conteúdo, fundamentalistas, querendo constranger o ato do magistério, querendo diminuir o espaço teórico dentro da escola, e eu que milito pela democracia e acredito na liberdade encaminhei um projeto dispondo exatamente disso: é proibido proibir. Não se tem que estar dentro da escola constrangendo quem quer que seja. A escola é primeiramente laica e tem que abrir os olhos das pessoas – disse.

Ele relembrou que durante a semana de eleições foi realizada uma ação através da polícia para que as universidades fossem ocupadas e tivessem placas e pedidos de democracia retirados. Ele afirmou ter proibido que a Polícia Militar da Paraíba realizasse esse trabalho em específico e se posicionou contra a ação.

Redação

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

João anuncia antecipação de 8 milhões de doses para combater Covid

O governador da Paraíba João Azevêdo (Cidadania) anunciou em seu Twitter que a Organização das Nações Unidas (ONU) irá antecipar a chegada de 8 milhões de doses contra a Covid-19…

Covid: com redução de casos, PMCG autoriza UPA a atender pacientes com outras doenças

Bruno anunciou a desabilitação da UPA para atendimento a pacientes com covid-19 e Complexo Hospitalar Municipal Pedro I volta a ser a referência para atendimento inicial O prefeito Bruno Cunha Lima anunciou…