O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), recebeu, na tarde de ontem, quinta-feira (04), pela primeira vez, neste mandato, a direção do Sindicato dos Trabalhadores Técnicos Administrativos da Universidade Estadual da Paraíba, que reclamam, desde 2015, da ausência de reajuste salarial e, de 2018 até agora, do congelamento das progressões, previstas no Plano de Cargos e Carreira da Categoria.

Durante o encontro, o presidente do sindicato, Fernando Borges fez um histórico da situação dos servidores e apelou para que a gestão viabilizasse melhorias para os técnicos, visto que várias outras categorias estão sendo agraciadas com progressões e planos de carreira, enquanto os servidores da instituição padecem.

João Azevêdo, conforme o Sindicato, explicou das dificuldades financeiras por que passa o Estado, todavia se dispor a avaliar a pauta da categoria. Só após a análise da situação é que será possível analisar a possibilidade de melhorias.

Para Fernando Borges, o SINTESPB avaliou como positivo esse primeiro momento e abertura do diálogo com o governo, possível graças a intervenção da deputada estadual Cida Ramos (PSB).

Redação com Assessoria Sintesp/PB

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mulher se afoga e morre em piscina de condomínio em JP; enterro será hoje

O que era para ser um dia de lazer terminou em tragédia para uma jovem de 27 anos, neste sábado (19), em João Pessoa. A vítima, de nome Agda, tomava…

Análise: Julian Lemos implode PSL na PB, perde apoio na ALPB e cria confusão em Brasília

O deputado federal Julian Lemos, que preside o diretório estadual do PSL na Paraíba, vem enfrentando um “inferno astral” criado por ele próprio. Muito antes do vendaval que arrasta a…