O empresário Guilherme Ferreira Costa, proprietário do Grupo Ferreira Costa, em contato com a reportagem do PB Agora, na manhã desta terça-feira (12), disse não ter tomado conhecimento do teor da nota emitida pela prefeitura de João Pessoa, alegando um protocolo sobre um novo projeto para ser instalado na Capital, diferente do inicial.

Ele preferiu não se pronunciar sobre o caso, mas ratificou a intenção do grupo em investir no Estado da Paraíba, sobretudo na Capital.

“Eu não tomei conhecimento dessa nota da prefeitura. A única coisa que posso declarar que nós vamos nos reunir com o governador Ricardo Coutinho na próxima quinta-feira e que nós temos interesse nesse investimento, mas a gente vai aguardar o desdobramento”, disse.

O grupo pretende se pronunciar para a imprensa apenas após a reunião, para avaliar resultados e estratégias de permanência ou desistência do investimento.

A expectativa é que o empreendimento, se realizado, traga mais de 500 empregos diretos para o Estado da Paraíba, fator de suma importância, principalmente no atual momento de crise por que passa o país.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hotel Tambaú será leiloado no dia 4 de março, com lance inicial de R$ 131,9 milhões

O Hotel Tambaú, em João Pessoa, será leiloado no dia quatro de março no Sindicato dos Leiloeiros do Rio de Janeiro, com lance inicial de R$ 131,9 milhões, na primeira…

Ciência e tecnologia ajudam Polícia Civil no combate ao crime na PB

Na Paraíba, a tecnologia e a ciência vêm se revelando grandes aliadas da Polícia Civil no combate à criminalidade. Responsável pelas perícias criminais, o Instituto de Polícia Científica (IPC) dispõe…