Solução seria usada para identificar quando alguém estiver violando as regras do Facebook dentro das conversas no WhatsApp
Como qualquer outra plataforma, o WhatsApp também tem regras do que pode ou não ser feito dentro da plataforma. Mas a gente sabe, graças à criptografia de ponta a ponta do aplicativo, é muito difícil identificar e penalizar quem infringe as regras da rede social enviando qualquer tipo de conteúdo ilegal.

Mas também não deve ser novidade para ninguém que, principalmente nos grupos de WhatsApp, existe de tudo; de pedófilos que compartilham imagens de menores a criminosos que planejam seus ataques. E, sim, todo esse tipo de conteúdo é proibido na rede – ainda que seja quase impossível identificá-lo.

Ou pelo menos era. Ao que tudo indica, segundo informações de um artigo publicado na Forbes, o Facebook pretende instalar uma espécie de vigilância na conta de cada usuário do WhatsApp. Para isso, a equipe de Mark Zuckerberg introduziria no app um algoritmo para filtrar e monitorar todo o conteúdo em tempo real.

A vigilância seria totalmente automatizada. Isso significa que nenhum humano leria as mensagens trocadas no WhatsApp ou muito menos que alguém vai poder invadir sua privacidade e suas conversas.

Por enquanto, o Facebook não deu qualquer informação sobre os próxima passos dessa decisão. Também não há detalhes de quando essa ferramenta passará a atuar ou muito menos se isso será divulgado ao público. De qualquer forma, uma coisa é certa: o dia que isso se tornar realidade, mais uma grande polêmica em torno de Facebook, WhatsApp e privacidade estará estabelecida.

 

Olhar Digital 

Total
1
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

São Paulo conquista vitória suada sobre o Avaí e desbanca Timão do G4

O São Paulo voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time comandado por Fernando Diniz recebeu o Avaí, vice-lanterna da competição, no estádio do Morumbi, e acabou fazendo…

Vereador paraibano é espancado e acusa adversários pelo ataque

O vereador Pablo Dantas, da cidade de Tavares, Sertão paraibano, revelou no último final de semana que foi espancado e que só teria se livrado de ser morto pelos algozes…