O Diário Oficial do Estado da Paraíba trouxe no último dia 27 de fevereiro a exoneração da Delegada Geral Adjunta da Polícia Civil na Paraíba, Maria Dalva Leite Lustosa de Lima. Embora a publicação deixe claro que a exoneração de Maria Lustosa partiu de um pedido pessoal da delegada, fontes garantem que o fato se tratou de uma perseguição, no intuito de intimidar o movimento dos Delegados de Polícia Civil, que lutam por paridade salarial com os procuradores de estado.

O presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia Civil Paraíba (Adepdel-PB), Afrânio de Britto, não soube afirmar se o fato se tratou de perseguição, mas admitiu que a exoneração de Lustosa deixou a categoria apreensiva.

“Não posso afirmar que se tratou de perseguição, no entanto estranho a exoneração de uma pessoa que há vários anos mantinha um cargo de confiança no governo e de repente pede para ser exonerada sem motivo aparente”.

Ainda segundo Afrânio, toda a categoria dos Delegados de Polícia Civil está apreensiva.

“O governo solicitou que suspendêssemos a greve para dar início às negociações. Já mantivemos quatro contatos com o governo e até o momento nenhuma proposta concreta foi apresentada”

“Tememos que a exoneração de Maria Lustosa seja uma forma que o governo encontrou para intimidar a categoria, sobretudo por se tratar de uma pessoa do alto escalão da Polícia Civil”, desabafou o presidente.

Há ainda uma segunda versão sobre exoneração de Maria Lustosa. Fontes afirmam que o fato tratou-se de uma questão pessoal entre ela e o secretário de Segurança Pública, Eitel Santiago.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Energisa orienta como prevenir acidentes com eletricidade em dias de chuva

Neste período chuvoso, a Energisa tem um alerta importante para população: redobrar os cuidados para garantir a segurança e evitar acidentes envolvendo eletricidade. De acordo com a concessionária, como muitas…

Covid-19: PB tem mais de 14 mil casos; 26 cidades não têm registro da doença

Com base em dados divulgados pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (SES), apenas 26 cidades paraibanas não têm registro do novo coronavírus (Covid-19). A doença…