Por pbagora.com.br

O ex-presidente da Câmara de Cabedelo, Lucas Santino, está sendo investigado pela Promotoria de Justiça do município por supostamente contrair empréstimos consignados para servidores da entidade sem o conhecimento dos mesmos.

A investigação tem como base o Processo TC nº 02138/15, do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Segundo a Corte, Santino usou documentos falsos para contrair empréstimo consignado para uma pessoa que sequer trabalhava na Câmara e utilizou o nome de servidores para pegar empréstimos junto à Caixa Econômica Federal.

De acordo com o promotor Ronaldo José Guerra, responsável pelo caso, as supostas irregularidades indicam a prática de lavagem de dinheiro na Câmara de Cabedelo. Lucas Santino presidiu a entidade por dois biênios, entre 2013 e 2016.

Ronaldo entrou em contato com o promotor do Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público do Estado da Paraíba) Manoel Cacimiro Neto para que seja efetivada uma cooperação técnica na qual sejam fornecidas informações a respeito do objeto da investigação para embasar uma eventual denúncia.

Confira o documento:

 

 

Notícias relacionadas

PMCG deve apresentar plano de retomada do ensino presencial até a próxima semana

O Município de Campina Grande se comprometeu, durante audiência judicial de conciliação motivada pela ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público da Paraíba, ocorrida na manhã da segunda-feira (03/05), a…

João sanciona lei que dá prioridade de atendimento a doadores de sangue e medula

O governador João Azevêdo (Cidadania) sancionou, nesta terça-feira (4), Lei de autoria do deputado estadual Felipe Leitão (Avante), de Nº 1589/2020, que obriga o atendimento preferencial para doadores de sangue…