Por pbagora.com.br

A advogada e pré-candidata a prefeita de Sousa, sertão paraibano, Myriam Gadelha (PSC), revelou durante entrevista a uma emissora de rádio da cidade que entrou com um novo pedido de medida protetiva em desfavor do prefeito Fábio Tyrone poe estar recebendo telefonemas do gestor que é acusado de agredi-la a socos e pontapés, no apartamento dela, na madrugada do dia 7 de dezembro de 2018.

De acordo com Myriam ela tem medo de ser novamente agredida já que nos últimos dias Tyrone estava insistentemente fazendo ligações para o celular dela.

“Não sei porque esse cidadão ainda fica ligando pra mim, tenho medo do que possa acontecer comigo durante a campanha eleitoral, ele é muito violento,” declarou a advogada.

PB Agora

Notícias relacionadas

Covid: MPPB não descarta ir à Justiça por suspensão de jogos de futebol na PB

Ministério Público da Paraíba vai à CBF solicitar que partidas da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil não ocorram na Paraíba O Ministério Público da Paraíba não descarta…

Mega Sena: ninguém acerta e prêmio vai a R$ 27 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.350 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (6) em São Paulo. O prêmio acumulou. Veja as dezenas sorteadas: 25 – 28 – 29 –…