A comitiva paraibana está nos seus últimos dias na China e nesta semana o grupo conheceu um dos maiores estaleiros de reparação do mundo, que é administrado pela IMC-YY, mesma empresa que pretende construir um equipamento semelhante na região entre Cabedelo e Lucena. Nas palavras da presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB), Gilmara Temóteo, o estaleiro “é impressionante”.

“Por um lado, ouvimos os números, escutamos os benefícios para a região, estudamos parcerias e prospectamos negócios. Por outro lado, estamos presenciando todo o potencial de um estaleiro. Não há dúvidas de que essa obra transformará a realidade de Cabedelo e Lucena”, avaliou Gilmara Temóteo. Segundo a estimativa, o novo equipamento deverá injetar R$ 3,5 bilhões na economia do estado durante a construção e gerar seis mil empregos.

Ainda em Zhoushan, sede do estaleiro da IMC-YY, a delegação conheceu o funcionamento do porto de Ningbo, um dos maiores do mundo, e esteve em uma maratona de reuniões e encontros com autoridades e empresários.

“Na terça estivemos na Hailisheng, que desenvolveu, ao longo de muitos anos, uma grande cadeia de produtos derivados de matéria prima vindas do fundo do mar. Já na quarta conhecemos a Chint, uma empresa que já tem escritório em São Paulo e é líder no desenvolvimento de energias renováveis”, detalhou a presidente da Docas-PB. Ela avaliou ambas reuniões como positivas, já que ampliaram o entendimento sobre as potencialidades das empresas chinesas.

O grupo ainda teve compromissos no mercado de importados de livre comércio de Zhoushan, na maior empresa de alimentos para turistas da região e no mercado de peixe e artesanato de Zhoushan. Finalizando a agenda da terça, a delegação da #MissãoChina teve uma reunião com os líderes de Putuo, um distrito da cidade de Zhoushan. Foram discutidas oportunidades de cooperação e aberto o caminho para realização de projetos na área turística, agrícola, da maricultura, educação e infraestrutura.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Meteorologista diz que fenômeno que causou temporal em CG é normal

O temporal que caiu ontem a tarde em Campina Grande e deixou um rastro de destruição, foi considerado pela meteorologia como sendo um fenômeno normal nessa época do ano. Segundo…

Presidente da AOJP cobra cumprimento da Data Base dos servidores do Judiciário

O presidente da AOJP (Associação dos Oficiais de Justiça do Estado da Paraíba), Luiz Nunes, está cobrando cumprimento da Data Base da categoria, do mês de janeiro, como forma –…