Por pbagora.com.br

De acordo com o laudo da Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba (Sudema) , um esgoto clandestino teria sido o causador da morte de centenas de peixes registradas no último dia 25, no Parque da Lagoa, em João Pessoa.

“Após análise em laboratório, constatou-se baixos níveis de oxigênio na água – o que pode levar espécies de peixes menos resistentes à morte –, alta densidade de bactérias indicadoras de esgoto, alterações na cor e presença de odores. Uma vez que trata-se de corpo hídrico lêntico (água parada), a acumulação de diversos tipos de contaminantes, como matéria orgânica advinda de esgoto, pode consumir o oxigênio presente na água, baixando o seu nível”, diz trecho do relatório que ainda afirma que os técnicos constaram “a presença de esgoto (coliformes termotolerantes em alta densidade) e resíduos de produtos de limpeza (fosfatos, sulfatos e cloretos)”.

A Prefeitura Municipal de João Pessoa foi avisada para que seja traçado um plano com o objetivo de identificar de onde estão vindo os lançamentos clandestinos de esgoto na região.

PB Agora

Notícias relacionadas

Jacaré é encontrado no estacionamento do Hospital de Trauma

Na noite dessa sexta-feira (05), um jacaré foi encontrado no estacionamento do Hospital de Emergencial e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. O animal estava escondido atrás de um…

Procon-PB credencia entidades para emissão de carteiras estudantis

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor, Procon-PB credenciou 9 entidades que representam os estudantes secundaristas e universitários para emissão e confecção da Carteira de Identidade Estudantil 2021 no…