Pais de alunos que estudam na Escola Sesc Dom Ulrico relataram que foram surpreendidos com o anúncio feito na reunião que aconteceu nesta terça-feira (12). Eles receberam a informação de que os valores das mensalidades serão reajustados em 2018.

A direção da escola elencou alguns critérios para justificar o aumento como a “excelência do ensino prestado”, além de uma “pesquisa de mercado e custo total por aluno”. A unidade educacional cobrava taxas por alunos e com as novas regras passará cobrar mensalidades.

Em entrevista, Thais Rafaelle, mãe de um estudante, revelou detalhes do anúncio. “Fomos convidados para uma reunião. Eles apresentaram os novos valores alegando que não tinham condições de manter a taxa do comerciário”, disse. “Fomos pegos de surpresa, tinha gente que pagava R$ 60,00 e agora poderá chegar a pagar R$ 350,00. Há pais que não têm condições de manter os filhos e tinha criança chorando porque pode sair da escola”, completou.

“Hoje (quarta-feira) será realizado um ato natalino no Sesc. Alguns pais vão reclamar durante o evento. Eles estão dispostos, inclusive, a entrar com uma ação judicial porque foram pegos de surpresa”, finalizou.

Ainda de acordo com o texto, as mensalidades vão custar entre R$ 100,00 e R$ 400,00. A medida foi aprovada por um conselho regional. Para os cursos pré-vestibular e de idiomas, o valor cobrado será de R$ 100, na pré-escola e no fundamental I, a mensalidade custa R$ 250,00. O Fundamental II custará R$ 300,00. No ensino médio (1º e 2º ano) R$ 350,00. O 3º ano custará R$ 400,00 que é o mesmo valor do Sesc Creche.

Resposta do sindicato dos comerciários

Na manhã desta quarta-feira (13) o sindicato da categoria se pronunciou alegando ser contrário ao reajuste. Através de nota, a instituição alega que o acréscimo na tarifa é incompatível com a realidade dos comerciários.

T5

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Após preconceito contra deficientes, vereador se mobiliza na CMJP

Bruno Farias apresentou, inclusive, (e aguarda execução) de emenda impositiva objetivando auxílio financeiro à entidade voltada à assistência de portadores de deficiência O vereador Bruno Farias prestou sua solidariedade à…

TCE aprova segunda prestação de contas da Prefeitura de Nova Olinda

À unanimidade de seus integrantes, o TCE-PB (Tribunal de Contas da Paraíba) aprovou, ontem (21), a segunda prestação de contas da gestão do prefeito de Nova Olinda, Diogo Rosas (na…