Por pbagora.com.br

O governador da Paraíba, João Azevêdo, usou seu perfil em uma rede social para, através de uma live avaliar o momento atual vivido pelo estado diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Além de anunciar a abertura de novos leitos em João Pessoa e em Campina Grande, o chefe do Executivo tratou da possibilidade de implantação de lockdown e respondeu perguntas de jornalistas e internautas.

João falou sobre o esforço do Estado para manter a estabilidade financeira e continuar honrando os compromissos. Ele pediu um pouco mais de paciência da população e cobrou a colaboração e o respeito às medidas de isolamento.

Ainda durante a transmissão, o governador falou sobre a tese de uso da cloroquina em pacientes diagnosticados com o novo coronavírus.

ISOLAMENTO SOCIAL

João voltou a cobrar o respeito e o cumprimento ao isolamento social. Segundo ele, as medidas de distanciamento são fundamentais para fornecer ao estado e aos municípios as repostas, em números, para a adoção ou não de novas medidas, sejam elas de isolamento ou de flexibilização.

Para o governador, a prioridade da gestão seguirá sendo, enquanto não houver uma queda no número de contaminação, salvar vidas. “É uma doença que não tem vacina e nem protocolo de cura, portanto, o isolamento social segue sendo a medida mais eficaz”.

LOCKDOWN

A implantação de uma medida mais rigorosa de isolamento em alguma região ou município da Paraíba não foi descartada pelo governador. João esclareceu que qualquer ação que seja no sentido de implantar um lockdown será feita de forma responsável e com base em dados analisados pelo comitê gestor da crise. “Se houver a necessidade em algum município de estabelecer o lockdown, nós o faremos sem nenhum problema”, disse.

MÁSCARAS

O chefe do Executivo estadual lembrou que o Estado tem suas obrigações, mas é necessário que a população entenda a necessidade de contribuir, da melhor forma, com os cuidados. João destacou a importância do uso da máscara mesmo após o período de pandemia. Com a possibilidade do vírus continuar em circulação, as pessoas consideradas mais vulneráveis terão que continuar a fazer uso do equipamento.

ESTABILIDADE FINANCEIRA

O governador anunciou que no mês de maio o Estado irá manter o pagamento do servidor público sendo realizado dentro do mês trabalhado, assim como, o repasse do duodécimo dos demais Poderes e autarquias sem redução. João disse que mesmo sem ter chegado à Paraíba o recurso que será enviado pelo Governo Federal, a gestão estadual tem buscado manter a estabilidade financeira  com o intuito de seguir honrando seus compromissos com funcionários, aposentados, pensionistas e fornecedores. “Conseguimos reduzir custeio e fizemos medidas olhando para o social”, explicou.

LEITOS

João Azevêdo anunciou a abertura de mais dois hospitais de referência para o tratamento de pacientes diagnosticados com a Covid-19. Em João Pessoa, o Hospital Santa Paula, e em Campina Grande, o Hospital de Clinicas da Paraíba.

CLOROQUINA

Sobre a possibilidade de incluir o uso da hidroxicloroquina e da cloroquina no tratamento a pacientes diagnosticados com a Covid-19, João disse que essa avaliação deve ser feita por médicos, com base em comprovação científica.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça manda Artur Bolinha retirar propaganda com ataques a Bruno, em CG

A Justiça Eleitoral em Campina Grande determinou que o candidato Artur Bolinha, do PSL, retire imediatamente de veiculação a propaganda eleitoral em que faz ataques ao candidato Bruno Cunha Lima…

Tempo é de sol e calor na Paraíba neste domingo, aponta meteorologia

Diferentemente de outras regiões do Nordeste onde previsão do tempo para este domingo (18)  é de chuva entre o leste e sul da Bahia, além do litoral de Sergipe até…