Por pbagora.com.br

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) e o Instituto de Previdência de João Pessoa (IPM-JP) têm prazo de 30 dias para apresentar ao Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) documentos e pastas de servidores que teriam recebido promoções apresentando titulações sem validade acadêmica.

A Auditoria do TCE realizou inspeção especial nos setores administrativos do município e constatou a veracidade dos fatos, dando conta de que servidores do município se utilizaram de titulações expedidas por instituições estrangeiras de ensino, para se obter benefícios salariais decorrentes. A Controladoria-Geral do Município (CGM) foi notificada pela Corte de Contas, realizou auditoria interna e encaminhou ao TCE as providencias adotadas, visando a regularização.

A decisão é da 1ª Câmara do Tribunal, que apreciou representação interposta pela Procuradoria Geral da República, junto ao Ministério Público de Contas (processo 19744/18).

Notícias relacionadas

Sines de JP e CG oferecem 124 vagas de trabalho a partir de hoje

A partir desta segunda-feira (12) os  pelo os Sines (Sistema Nacional de Emprego de João Pessoa) de João Pessoa e Campina Grande estão ofertando, somadas, 124 vagas de emprego. São…

Polícia apreende aves silvestres em feira na Capital

Na manhã deste domingo (11), policiais militares do Batalhão de Polícia Ambiental apreenderam 18 aves silvestres durante fiscalização na Feira de Oitizeiro, em João Pessoa. A fiscalização tinha como objetivo…