Por pbagora.com.br
Foto: Secom

João Azevêdo pleiteia em Brasília obras hídricas e assegura investimentos em habitação em reunião com ministro Rogério Marinho

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta terça-feira (13), em Brasília, com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, ocasião em que pleiteou investimentos em recursos hídricos para o Sertão da Paraíba. O chefe do Executivo estadual também confirmou agenda com o ministro ainda esta semana no Estado, oportunidade em que serão autorizadas as obras de construção de 856 apartamentos no conjunto habitacional São Judas Tadeu I e II, em Patos.

De acordo com o gestor, os investimentos em recursos hídricos reivindicados pelo Estado são destinados à barragem Espinho Branco e à adutora Extremo Oeste. “São dois projetos importantes para a Paraíba, um que já tem convênio assinado e o outro que está para assinar. A adutora Extremo Oeste, por exemplo, vai levar água da barragem de São Gonçalo até a cidade de São João do Rio do Peixe”, explicou.

Foto: Secom

Já a autorização para a construção do conjunto habitacional São Judas Tadeu irá viabilizar um investimento superior a R$ 65,4 milhões na área de habitação. “Essa foi uma reunião extremamente produtiva e tivemos a oportunidade de avançar, principalmente, nos pleitos que a Paraíba tem junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional. Nós confirmamos a ida do ministro esta semana à Paraíba para autorizar o início das obras de 856 apartamentos em Patos e pretendemos que esses convênios também sejam formalizados nessa visita”, comentou o governador.

 

Secom

Notícias relacionadas

Secretário de turismo de JP, Daniel Rodrigues, vence a Covid-19 e recebe alta

Recebeu alta médica nesta quinta-feira (25), o secretário de turismo de João Pessoa, Daniel Rodrigues de Lacerda Nunes que estava internado no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa…

Opinião: lembram-se do discurso “é preciso flexibilizar para salvar a economia?” E agora?…

Está provado: em meio a uma pandemia, o interesse econômico não pode se sobrepor à vida. Aliás, nada e nunca deve estar acima de qualquer vida. Não existe economia sem…