O superintendente do Detran, coronel Américo Uchoa, determinou nesta quarta-feira (11), que seja feito um mutirão no setor de habilitação para atualizar os processos que ficaram parados, nos últimos 10 dias, em virtude da implantação da Base de Condutores Ampliada.

A BCA é um banco de dados de condutores de todo o país, com informações mais detalhadas do histórico de cada um.

Por causa da implantação do novo sistema, no dia 27 de fevereiro, o Denatran (Departamento nacional de Trânsito) determinou a suspensão do atendimento no setor de habilitação nos Detrans de todo o país. A primeira previsão era de que o atendimento fosse normalizado no dia 2 de março, mas o SERPRO não conseguiu concluir a transmissão dos dados no prazo previsto.

Só nesta terça-feira, 10, os Detrans voltaram a ter acesso normal à base nacional , permitindo a inclusão de informações sobre os novos condutores.

Na Paraíba, os serviços começam a ser normalizados a partir desta quarta-feira, 11.

A determinação da direção do Detran é para que seja dada prioridade às renovações da Carteira Nacional de Habilitação e aos motoristas que exercem atividade remunerada (profissionais).

A partir desta quinta-feira, 12, serão atendidos os candidatos encaminhados pelos Centros de Formação de Condutores (antigas autoescolas) que tiveram os exames agendados no período em que o atendimento estava suspenso.

A meta da Divisão de Habilitação é atender 160 candidatos por dia, apenas na sede do Detran, em Mangabeira, sendo 130 para primeira habilitação e 30 para renovação da CNH.

Em João Pessoa, também serão atendidos 10 candidatos por dia na Casa da Cidadania do Shopping Tambiá e 40 candidatos por dia no Shopping do Automóvel (20 pela manhã e 20 no turno da tarde) totalizando 210 atendimentos dia, só na capital.
Segundo o coronel Uchoa, só quando o setor atualizar os atendimentos pendentes serão agendados novos exames para obtenção da primeira carteira de habilitação.

Outra prioridade no setor é a emissão de carteiras pendentes.
 

 

 

Da Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem que estava armado durante um velório é condenado

O juiz José Emanuel da Silva e Sousa, da 3ª Vara da Comarca de Pombal, condenou a uma pena de dois anos de reclusão e 10 dias-multa um homem que…

Mulher acusada de tráfico tem prisão domiciliar convertida em preventiva

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba, em sessão realizada nessa quinta-feira (17), deu provimento ao recurso interposto pelo Ministério Público estadual, a fim de modificar a decisão…