O deputado estadual Moacir Rodrigues, do PSL, admitiu, pela primeira vez, durante entrevista nesta terça-feira (14), a possibilidade de deixar os quadros do PSL paraibano, todavia, condicionou a medida à saída do presidente Jair Bolsonaro da agremiação. Moacir disse que acompanha o presidente para qualquer partido que ele migrar, já que ingressou na legenda para corroborar com a candidatura do presidente.

– Saio na hora. Eu acompanho o presidente Bolsonaro. Têm laranjas em todos os partidos, e isso precisa ser apurado, é importante que seja apurado. O Brasil precisa ser passado a limpo, e tem passado – afirmou.

A crise que se instaurou dentro diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL), começou partir de um vídeo divulgado recentemente, onde Jair Bolsonaro criticou diretamente o presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, e declarou que o político “está queimado pra caramba”, deu-se início à especulações sobre possível saída do presidente da república do partido.

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Aos 79 anos, morre em João Pessoa o ex-prefeito de Santa Rita Marcus Odilon

Faleceu na madrugada desta segunda-feira (24), o ex-deputado e ex-prefeito de Santa Rita, Marcus Odilon. Aos 79 anos, o político estava internado no Hospital Memorial São Francisco desde o último…

Cinco academias são notificadas por atividades irregulares na PB

Cinco academias foram notificadas por apresentarem atividades irregulares, em Guarabira, no Brejo paraibano. As notificações foram feitas pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) e…