O deputado estadual Moacir Rodrigues, do PSL, admitiu, pela primeira vez, durante entrevista nesta terça-feira (14), a possibilidade de deixar os quadros do PSL paraibano, todavia, condicionou a medida à saída do presidente Jair Bolsonaro da agremiação. Moacir disse que acompanha o presidente para qualquer partido que ele migrar, já que ingressou na legenda para corroborar com a candidatura do presidente.

– Saio na hora. Eu acompanho o presidente Bolsonaro. Têm laranjas em todos os partidos, e isso precisa ser apurado, é importante que seja apurado. O Brasil precisa ser passado a limpo, e tem passado – afirmou.

A crise que se instaurou dentro diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL), começou partir de um vídeo divulgado recentemente, onde Jair Bolsonaro criticou diretamente o presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, e declarou que o político “está queimado pra caramba”, deu-se início à especulações sobre possível saída do presidente da república do partido.

 

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Creas e SEDH: confira o resultado preliminar do processo seletivo

Nesta terça-feira (19), foi divulgado por meio de publicação no Diário Oficial do Estado (DOE), o resultado preliminar da primeira etapa do Processo Seletivo Simplificado para contratação temporária de pessoal…

Viva a ignorância! Como rir, chorar e enriquecer no mercado da miséria intelectual

O texto a seguir merece (e como merece!) ser lido por todos, e com muita atenção. Trata, inclusive, da inversão de valores entre o saber e a ignorância. Houve um…