A Paraíba o tempo todo  |

Deputado denuncia atuação irregular da Energisa na Paraíba

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O deputado estadual Inácio Falcão denunciou, durante sessão ordinária realizada pela Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), que a Energisa, empresa responsável distribuição de energia elétrica na Paraíba, estaria atuando de forma irregular no estado.

A declaração do parlamentar foi feita durante a apreciação de matéria que tratava da instalação, produção e consumo de fontes de energias renováveis na Paraíba, como a eólica e a solar.

Inácio Falcão afirmou que, como representantes do povo, os deputados precisam se debruçar sobre o tema, pois ações ilegais vêm sendo denunciadas em várias regiões da Paraíba. “Eu tenho me preocupado por que a [empresa de] energia eólica está pedindo, em território paraibano, a exemplo da cidade de Junco do Seridó, a exemplo da cidade de Salgadinho, o domínio de posse de todas aquelas terras, impedindo o crescimento e o desempenho do trabalho de garimpeiros naquela região”, argumentou Inácio Falcão.

O parlamentar revelou ainda que entrou com um pedido de investigação por parte da Polícia Federal com relação a essas empresas, pois, de acordo com Inácio Falcão, juridicamente, trata-se de uma prática ilegal.

– Eu já provei e vou provar mais uma vez, de forma documental, que a Energisa Paraíba está trabalhando no Estado ilegalmente há mais de 20 anos. Eu tenho todos esses documentos para que possamos provar na Justiça, por parte dos Poderes Legislativo e Executivo da Paraíba que a Energisa está ilegal no nosso estado – garantiu Falcão.

Confira vídeo da sessão da ALPB:

 

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      1
      Compartilhe