Por pbagora.com.br

Depois do delegados, chegou a vez dos agentes da Polícia Civil cogitar uma retomada do movimento grevista no Estado. A Associação dos Policiais Civis da Paraíba (Aspol) convocou uma uma assembleia geral para a próxima semana, no dia 12 de fevereiro, para discutir a greve que começaria já a partir do dia 16.

Os agentes declaram que a insatisfação está no fato do governador Cássio Cunha Lima não ter recebido a categoria desde que a greve foi interrompida, no dia 22 de dezembro.

De acordo com o presidente da Aspol, Flávio Moreira, a categoria se reuniu apenas com os secretários de administração, Gustavo Nogueira e de segurança, Eitel Santiago.

Ainda segundo os policiais civis, a greve só foi interrompida para que as negociações com o governador voltassem a acontecer. Entretanto, o Tribunal de Justiça da Paraíba determinou, na mesma época, que o policiais voltassem ao trabalho imediatamente.

A Assembléia Geral acontecerá às 18h30, na sede social da ASPOL/PB, caso não haja realização de audiência com o Governador do Estado até a próxima segunda-feira, dia 9.
 

O Norte

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Anísio cutuca adesão de Couto a RC: “Ele gosta de ser traído e será outra vez”

O deputado estadual Anísio Maia, que disputa a prefeitura de João Pessoa pelo PT nas eleições municipais desse ano, ironizou o anúncio de adesão do ex-deputado federal Luiz Couto (PT),…

GUARABIRA: prefeito, vice, deputada Camila Toscano e ex-prefeita Léa Toscano estão com covid-19

Quatro pessoas do grupo político da família toscano na cidade de Guarabira, positivaram para a covid-19. São eles o prefeito Marcus Diogo, o vice Wellington Oliveira, a deputada estadual Camila…