Após tomar conhecimento sobre a queda da liminar concedida pelo juiz convocado Fábio Leandro, que proibiu o Estado de cortar o ponto dos delegados grevistas no estado da Paraíba, o presidente da Adepdel-PB, Afrânio de Britto, informou que irá recorrer, em Brasília, da decisão tomada na tarde de hoje pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

Segundo Afrânio, a categoria já entrou em contato com o advogado da Adepdel-PB, Roosevelt Vita, um dos advogados que compõe a defesa do senador José Maranhão no Tribunal Superior Eleitoral, que irá acionar a Justiça Federal para garantir o direito de greve da categoria.

A partir da decisão do TJ nesta quarta-feira (11), o Governo do Estado está autorizado a aplicar o corte de ponto dos delegados que se ausentarem dos seus serviços.

Thiago Moraes
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nesta 3ª: Governo reúne órgãos e secretarias para combater manchas de óleo nas praias

O governador João Azevêdo (PSB) se reúne nesta terça-feira (22) com representantes de órgãos e instituições ligadas ao meio ambiente – estadual e federal –, bem como das prefeituras dos…

Vereador paraibano é espancado e acusa adversários pelo ataque

O vereador Pablo Dantas, da cidade de Tavares, Sertão paraibano, revelou no último final de semana que foi espancado e que só teria se livrado de ser morto pelos algozes…