Por pbagora.com.br

Após tomar conhecimento sobre a queda da liminar concedida pelo juiz convocado Fábio Leandro, que proibiu o Estado de cortar o ponto dos delegados grevistas no estado da Paraíba, o presidente da Adepdel-PB, Afrânio de Britto, informou que irá recorrer, em Brasília, da decisão tomada na tarde de hoje pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

Segundo Afrânio, a categoria já entrou em contato com o advogado da Adepdel-PB, Roosevelt Vita, um dos advogados que compõe a defesa do senador José Maranhão no Tribunal Superior Eleitoral, que irá acionar a Justiça Federal para garantir o direito de greve da categoria.

A partir da decisão do TJ nesta quarta-feira (11), o Governo do Estado está autorizado a aplicar o corte de ponto dos delegados que se ausentarem dos seus serviços.

Thiago Moraes
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy reforça cuidados com dependentes de álcool e drogas na Fazenda da Esperança

Com um trabalho intenso dedicado à assistência social por meio de entidades filantrópicas em João Pessoa e no interior da Paraíba, o deputado federal Ruy Carneiro esteve na Fazenda da…

Na PB, promotores de Justiça buscarão garantir cumprimento do plano de vacinação

O procurador-geral de Justiça (PGJ), Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, e o corregedor-geral do Ministério Público da Paraíba (MPPB), Alvaro Cristino Pinto Gadelha Campos, recomendaram a todos os promotores…