O gerente executivo da Defesa Civil estadual, coronel Sinval Pinheiro Borges, realizou esta semana inspeção nas orlas marítimas de Lucena e Baia da Traição, onde constatou que por causa da erosão marítima as fortes ondas derrubaram muros de arrimos construídos pelas prefeituras para proteger logradouros públicos, como praças e escolas.

As inspeções feitas pelo coronel Sinval Pinheiro, que esteve acompanhado do gerente operacional da Defesa Civil, Antônio de Brito Cavalcante, foram solicitadas pelos prefeitos José Alberto Dias Freire e Antônio Mendonça Monteiro Júnior, respectivamente de Baia da Traição e Lucena, que haviam enviado ofício ao secretário de Infra-estrutura, Francisco Jácome Sarmento.

O objetivo das inspeções, segundo Sinval, foi observar “in loco” os estragos causados pelo avanço do mar, em conseqüência do fenômeno da erosão que vem se processando no litoral marítimo naqueles municípios.

 

O coronel Sinval, além de conversar com os prefeitos, também manteve contato com moradores das áreas atingidas e representantes das colônias de pescadores, bem como, em Lucena ouviu, da ambientalista Maria Ernestina Cornélio do Nascimento que existe um projeto para a recuperação da orla marítima daquele município.

No relatório enviado ao secretário, o coronel Sinval Pinheiro Borges sugere a decretação de situação de emergência nos dois municípios. Em relação à Lucena também sugere a recuperação de parte do atracadouro.
 

 

SECOM

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Em JP, Cagepa suspende abastecimento após rompimento de adutora

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) está trabalhando no conserto de uma adutora de água, no bairro Jardim Veneza, na Capital, desde o início da tarde desta…

Mussulo e Solar de Tambaú lavaram dinheiro de corrupção desviado na Angola, afirma revista nacional

“Eles não economizaram aqui”, afirma, solícita, uma das vendedoras dos 130 apartamentos do Solar Tambaú, empreendimento imobiliário de luxo à beira-mar em João Pessoa, na Paraíba. “Além dos milhões e…