A Coordenação de Defesa Civil de João Pessoa realizou vistorias em duas comunidades da Capital na manhã desta segunda-feira (2). Duas casas que apresentavam risco de desabar, uma na comunidade do ‘S’ e outra no Cristo Redentor, foram interditadas. Um trecho da Avenida Gama e Melo, no Centro Histórico, também teve de ser isolado, devido a queda do teto de um imóvel situado no local. Não houve feridos. À tarde foi feita mais uma visita, dessa vez no Bairro do Roger, na Rua Genésio de Andrade, onde uma barreira deslizou sem causar maiores danos.

O coordenador do órgão, Manoel Duré, informou que no caso das residências, a Defesa Civil encaminhou as famílias para a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). A Secretaria irá providenciar um local provisório para abrigar os moradores e inseri-los nos programas sociais do órgão, incluindo habitação.

“Também recebemos chamadas de ocorrências relacionados a alagamentos. Nesse caso, são problemas relacionados a infra-estrutura, que acionamos a Secretaria especializada”, informou Duré, lembrando que a Coordenadoria realizou ações preventivas nas 30 áreas de risco da cidade.

No caso do prédio que teve parte de sua estrutura destruída no Centro Histórico, o coordenador disse que a área está interditada e o caso será encaminhado ao Ministério Público (MP), para que o proprietário seja notificado e possa realizar os trabalhos de manutenção necessários.

Ele lembrou que a Defesa Civil já enviou relatório ao MP informando sobre a existência de 87 imóveis localizados naquela região da cidade que apresentam risco de ruir. Segundo o coordenador, o MP ficou de comunicar os responsáveis para realizar serviços de manutenção permanente e assim evitar que os imóveis desabem e prejudiquem a população.

 

 

SECOM

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

ALPB: apesar de problema cardíaco, licença de Ludgério está descartada

Está descartada uma licença de mais de 121 dias para tratamento de saúde, do deputado estadual Manoel Ludgério (PSD), após passar mal, na tarde de ontem, terça-feira (20), por conta…

Vereador mais votado em CG é preso na Operação Famintos

Vereador mais votado em Campina Grande com quase cinco mil votos, Renan Maracajá (PSDC foi preso na manhã desta quinta-feira (22) em desdobramento da Operação Famintos. O vereador foi preso…