A Paraíba o tempo todo  |

Defesa Civil intensifica vistorias em prédios antigos de Campina Grande para evitar desmoronamentos

A queda da marquise de um prédio em Campina Grande, e o desmoronamento de uma loja na Feira Central, acendeu a luz de alerta das autoridades. Com a chegada das chuvas, e o aumento do risco de novos desmoronamentos, a Defesa Civil de Campina Grande, intensificou as inspeções nestes prédios antigos.

O PB Agora ouviu o coordenador da DC Ruiter Sansão, e quis saber as providências que estão sendo tomadas para evitar tragédias. Ruiter disse que a equipe continua na rua, inspecionando os prédios e alertando a população para evitar passar perto de edifícios que ameaçam desmoronar.

Um dos prédios que ameaça desabar, é o que funciona a Biblioteca Central no começo da rua Maciel Pinheiro, no Centro da cidade. O prédio que já funcionou na Câmara Municipal da cidade, foi isolado esta semana pela Defesa Civil, devido o risco de acidentes.

“A Defesa Civil continua realizando um trabalho de vistorias nas marquises e casarões de Campina Grande. A meta é alertar os proprietários sobre possíveis riscos nas estruturas, cuidados necessários para evitar acidentes e, caso seja necessário, apontar melhorias necessárias nas estruturas”, disse o coordenador da Defesa Civil, Ruitr Sansão.

Um levantamento feito pela Defesa Civil, revela que mais de 20 prédios, entre públicos e privados, ameaçam tombar ou desabar em Campina Grande, colocando em risco a vida dos moradores.

No último final de semana, um prédio no bairro da Palmeira, começou a ruir, e como havia risco de desabamento, precisou ser desocupado. O caso aconteceu depois que a estrutura do imóvel não resistiu às fortes chuvas que caíram na cidade e acabou cedendo parcialmente.

A parte de cima da fachada do edifício se soltou do resto da estrutura e está suspenso, preso apenas pela base. A qualquer momento, pode desabar. O Corpo de Bombeiros da Paraíba foi acionado e pediu para que os moradores deixassem seus apartamentos.

Na semana passada, o teto de uma loja de rações desabou na Feira Central devido às chuvas. De acordo com Agnaldo Batista, gerente da feira, a barraca que desabou vende pássaros e rações para animais e fica na entrada da Feira de Flores. A estrutura desabou por completo. A Defesa Civil e Corpo de Bombeiros fizeram a interdição do local,

SL
PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe