Na última quarta-feira (4), na secretaria de administração do Estado, os defensores públicos se reuniram com o Secretário de Administração do Estado, Gustavo Nogueira e o Secretário de Finanças do Estado, Milton Gomes, para reivindicaram reajuste salarial.

 

Eles dizem estarem conscientes com as condições financeiras do estado, mas admitem ter o pior salário do Brasil.

 

Na próxima segunda-feira (9), haverá uma nova reunião onde Milton Gomes apresentará o levantamento das condições financeiras do estado e de quanto poderá ser o reajuste.

 

Segundo o defensor do estado, Otávio Gomes, a classe está consciente que o governo não tem condições de conceder um aumento que eles gostariam. “Sei que as condições financeiras do Estado não permitem um alto reajuste, mas também não podemos continuar recebendo um salário tão baixo”, afirma Otávio.

 

Após a reunião, a classe de defensores juntamente com o sindicato e a associação dos Defensores Públicos avaliarão a proposta do governo e caso o aumento não corresponda as suas expectativas, eles poderão iniciar greve.
 

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy acusa PMJP de prejudicar hospitais e desempregados por falta de planejamento

Preocupado com os investimentos na saúde das pessoas e com o aumento do desemprego, o deputado federal Ruy Carneiro fez nesta quarta-feira (3) uma cobrança enfática à prefeitura de João…

Justiça autoriza abertura de concessionárias, em João Pessoa

A Justiça autorizou as concessionárias de João Pessoa a retomar os trabalho. A decisão do Tribunal de Justiça de Paraíba (TJPB) nesta quarta-feira (3), foi da 3ª Vara de Fazenda…