Por pbagora.com.br

Um pedido impetrado pelo consórcio Unitrans contra o Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros e Cargas do Estado da Paraíba, que diz respeito a uma greve anunciada pelos motoristas de ônibus de João pessoa, foi concedido pela juíza do Trabalho substituta Joliete Melo Rodrigues Honorato.

Com isso a referida greve, prevista para começar na madrugada desta terça-feira, 20, está proibida.

Em sua decisão a juíza reconheceu que o sindicato avisou antecipadamente sobre a greve, mas entendeu que o momento de pandemia torna muito arriscada a paralisação do segmento de transporte coletivo urbano.

A juíza concedeu um “Interdito Proibitório” segundo o qual o sindicato dos motoristas deve evitar realizar manifestação que paralise, direta ou indiretamente, parcial ou completamente, a operação e tráfego dos ônibus na cidade de João Pessoa no dia 20/04/2021 em todos os itinerários e linhas de ônibus das Empresas representadas pelo Consórcio promovente, ficando impedidos de opor qualquer tipo de
obstáculo ou realizar qualquer tipo de movimento tendente a prejudicar a plena, ampla, contínua e total fruição dos serviços de transportes públicos por ônibus em João Pessoa.

Em caso de descumprimento, ficou estipulada a uma multa de R$ 10 mil.

PB Agora

Notícias relacionadas

Litoral paraibano tem 12 trechos de mar impróprios ao banho durante essa semana

Quem deseja aproveitar o pouco de sol previsto para este domingo nas praias paraibanas devem evitar pelo menos 12 trechos do litoral que está impróprios ao banho e devem permanecer…

Paraíba é a bola da vez do Nordeste, aponta agentes de viagens

Agentes de viagens de São Paulo afirmam que a Paraíba é a bola da vez no Nordeste Um grupo de 12 agentes de viagens da Operadora Abreu, de São Paulo…