Por pbagora.com.br

Damíão mobiliza classe médica e estudantes de medicina para piso salarial e carga horária

O Deputado Damião Feliciano – PDT-PB, presidente da Frente Parlamentar dos
profissionais de Saúde da Câmara Federal, que também é médico, está
procurando mobilizar a classe médica paraibana para empreender forças
políticas para que depois de mais de meio século seja finalmente aprovada o
Projeto de Lei 3743/2008 que fixa um piso salarial de R$ 7 mil para os
médicos que trabalharem 20 horas semanais.

Atualmente, o piso salarial desses profissionais vigora com base na Lei 3999/61, que prevê um piso
estimado de três salários mínimos, que corresponde a R$ 1.395. “Estamos
lutando aqui na Câmara Federal, na qualidade de Presidente da Frente
Parlamentar dos Profissionais de Saúde, junto ao presidente do Sindicato dos
Médicos da Paraíba, Dr. Tarcísio Campos para um salto qualitativo nas
condições de trabalho e principalmente com a fixação de um piso salarial de
7.000 reais, que vai contribuir com a melhoria da saúde de todos os
brasileiros. Não é um justo o salário que se paga hoje a um médico.

Haja vista, que ele trabalha diretamente com vidas humanas. Também a carga
horária de hoje é estressante e por isso estamos trabalhando para que seja
reduzida para 20 horas semanais”, disse o deputado paraibano. O deputado
pediu para que os médicos paraibanos e estudantes de medicina se engajem
mais nessa luta, que não é apenas dessa classe, mas de todos os cidadãos
brasileiros.

 

Assessoria

Notícias relacionadas

Litoral paraibano tem 12 trechos de mar impróprios ao banho durante essa semana

Quem deseja aproveitar o pouco de sol previsto para este domingo nas praias paraibanas devem evitar pelo menos 12 trechos do litoral que está impróprios ao banho e devem permanecer…

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio acumula em R$ 40 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.372 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (15) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O…