Por pbagora.com.br

O Centro Universitário de João Pessoa (Unipê) sediará nesta sexta-feira (2) e sábado (3) o Curso Avançado de Estética Facial, com a fonoaudióloga Patrícia Faro, de São Paulo, especialista em Motricidade Orofacial e uma das principais referências do País nessa área. O curso acontecerá a partir das 8h00, no Bloco M do curso de Fonoaudiologia, no campus do Unipê, no bairro de Água Fria, na Capital.

 

A Fonoaudiologia Estética Facial, tratamento cada vez mais utilizado entre as celebridades, reduz marcas de expressão, rugas do rosto e deixa a pessoa com aparência bem mais jovem. Além disso, em alguns casos, o método pode até substituir aplicações de botox, em casos de pacientes alérgicos à toxina botulínica (usada no botox) ou que não queiram se submeter a essas aplicações tão cedo. E o melhor: sem dor e sem cirurgia.

 

A terapia fonoaudiológica também é indicada para atletas e pessoas que perderam muito peso, como pacientes que fizeram cirurgia bariátrica, para redução de estômago. O método também auxilia aqueles pacientes que colocaram prótese dentária ou que mostram a gengiva quando sorriem. O tratamento pode trazer resultados surpreendentes em apenas quatro meses, dependendo do caso.

 

Patrícia Faro disse que a Fonoaudiologia Estética Facial pode ser indicada também para pacientes que têm medo de cirurgia ou que não querem se submeter a procedimentos invasivos com dor. “A Fonoaudiologia Estética baseada na Motricidade Orofacial é um tratamento indolor e não invasivo, que trabalha a musculatura da face e do pescoço através de manipulações específicas, adequação das funções mastigatórias, deglutitórias, respiratórias, de sucção e articulação da fala, além de exercícios de força, movimento e contra-resistência”, explicou a fonoaudióloga.

 

 

Fortalecendo a musculatura da face

 

Segundo a especialista, além de reduzir e suavizar as rugas, o tratamento pode trazer outros benefícios para o paciente, como dar mais harmonia para o rosto. “O tratamento traz mais harmonia entre o estético e o funcional; pode adequar a postura, a respiração, a mastigação, a deglutição e a fala; dá equilíbrio das forças musculares da face e do pescoço; pode minimizar ou eliminar as mímicas faciais exacerbadas ou inadequadas e propocionar a aquisição de hábitos saudáveis orofaciais e cervicais”, apontou Patrícia Faro, acrescentando que como consequência é possível adquirir o fortalecimento e a sustentação da face e eliminar ou atenuar as rugas e marcas de expressão.

 

 

Avaliação preliminar

 

Patrícia Faro alertou que antes de fazer a Fonoaudiologia Estética Facial ou qualquer outro procedimento, sempre é necessário fazer uma avaliação do paciente, para analisar qual o melhor método a ser usado em cada caso e fazer um planejamento. Ela disse que, em alguns casos, é possível associar mais de um tipo de tratamento, como aplicação de botox e terapia fonoaudiológica, mas recomenda cautela.

 

“Nada é proibido, um tratamento não impede o outro. A diferença é saber quando indicar qual atuação profissional. Pois, existe o momento certo para aplicar a toxina botulínica (botox), assim como os demais procedimentos dermatológicos. Tudo dependerá da avaliação muscular de cada indivíduo”, informou Patrícia Faro.

Ascom

Notícias relacionadas

ALPB lamenta morte do servidor público José Antônio Costa, o “Zé Gotinha”

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, em nome de todos os parlamentares e servidores da Casa Epitácio Pessoa, vem a público lamentar o falecimento do servidor público…

Árvore cai e bloqueia por completo rua lateral do Pão de Açúcar da Epitácio

Uma árvore caiu e bloqueou o trânsito por completo na Rua do Capim, que fica na lateral do Pão de Açúcar da Avenida Epitácio Pessoa. De acordo com informações da…