O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, ao conceder entrevista na manhã desta sexta-feira, 30, ao “Bom dia, Paraíba” (Rede Paraíba de Televisão) destacou que o Município tem cumprido o seu papel em relação às ações preventivas e de combate à pandemia do coronavírus. Ele também voltou a defender a retomada gradual das atividades comerciais da cidade, a partir de uma estratégia diferente: a inclusão de novos setores como atividades essenciais, tais como lojas de tecidos, comércio de peças de automóveis e imobiliárias.

Inicialmente, o prefeito ressaltou as diversas ações e providências do Município governo municipal para proteger a saúde da população, a exemplo de campanhas de conscientização, distribuição de meio milhão de máscaras, higienização de vias ou espaços públicos e suspensão de atividades escolares. E ainda: implantação de lavatórios e outros equipamentos em áreas de grande circulação de pessoas, como também o permanente trabalho de equipes do município para o combate e prevenção ao coronavírus em setores de grande movimentação a exemplo do Terminal de Integral, filas de bancos, feiras livres e muitos outros.

Houve também a ampliação do número de leitos na cidade, pois Campina Grande conta com um hospital de referência para casos de coronavírus (Hospital Municipal Pedro I, hoje com 96) e já em fase de conclusão o primeiro hospital de campanha da Paraíba, que contará com mais 42 leitos. Na avaliação do prefeito campinense, até o momento a situação da cidade ainda é relativamente tranquila por conta das medidas preventivas já adotadas, voltando a destacar a antecipação de providências, implantação de serviços e múltiplas ações em favor da população.

Apoio ao Comércio

Romero Rodrigues reconheceu, por fim, que o comércio de Campina Grande pede socorro, daí mostrar-se sensibilizado com a situação de comerciantes e comerciários que enfrentam a pior crise econômica dos últimos anos em função dos problemas gerados pelo coronavírus. Por isso, considera que se deve buscar a reabertura gradual ou experimental das atividades comerciais, podendo isto ser feito mediante a adoção de medidas preventivas com a colaboração dos próprios os lojistas.

Neste contexto, o prefeito acha oportuno se avaliar a possibilidade de abertura de mais alguns setores, notadamente lojas de tecidos (para estimular a produção de máscaras), comércio de peças e também as imobiliárias. A questão será avaliada ao longo desta sexta-feira em reuniões com o setor jurídico do município.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Quase metade dos casos de Covid-19 em CG já se recuperou

O novo boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande referente ao novo coronavírus mostra que apesar do aumento nos casos na cidade, chegando a 1180 infectados nessa…

Hipótese de lockdown faz prefeitos da grande JP divergirem

A possibilidade de decreto de lockdown, ou bloqueio total nas cidades da Grande João Pessoa fez os gestores das cidades de Cabedelo e Bayeux divergirem. Para o gestor de Cabedelo,…