Em atenção à saúde de seus empregados, clientes e fornecedores, os Correios decidiram aumentar o número de medidas de segurança adotadas em relação à COVID-19. Complementando os protocolos operacionais e profiláticos já disseminados, todos eles baseados nas orientações do Ministério da Saúde, a empresa adquiriu, no último dia 9, dois lotes de máscaras de proteção para fornecer, inicialmente, aos empregados da área operacional.

Cientes da dificuldade de aquisição desses e outros materiais de proteção, os Correios empreenderam uma grande pesquisa, que contou com mais de 150 fornecedores, a fim de garantir a rápida aquisição dos produtos. O primeiro lote, que chega em 17/4, será distribuído prioritariamente aos carteiros e operadores de triagem e transbordo. Em um segundo momento, os equipamentos serão disponibilizados para o restante do efetivo.

A medida se soma às demais já adotadas no início da pandemia, tais como a redução de jornada das áreas administrativas e disponibilização de álcool em gel nas agências e áreas comuns de seus prédios administrativos.

Seguindo as determinações do Decreto nº 10.282/2020 da Presidência da República, que define os serviços postais como essenciais, os Correios têm adotado medidas para viabilizar, com segurança, a continuidade de suas atividades.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB convoca mais de 300 profissionais de saúde para enfrentamento à Covid-19

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), está convocando profissionais para atuar no combate ao coronavírus. As convocações foram publicadas no Diário Oficial desta…

Abertura de bancos em CG durante ‘feriadão’ segue indefinida

O Sindicato dos Bancários de Campina Grande tem cobrado da Prefeitura Municipal respostas sobre o funcionamento das agências bancárias durante o feriadão estabelecido pela gestão municipal. Campina Grande antecipou os…