A Paraíba o tempo todo  |

Corpo de juíza encontrada morta em Belém é velado em Barra de Santana

Sob forte clima de comoção, o corpo da juíza Mônica de Oliveira, encontrada morta com um tiro no peito, foi velado na Câmara Municipal de Barra de Santana, município do Agreste da Paraíba – de onde ela é natural -, nesta tarde quinta-feira (19).

Antes disso, o velório também aconteceu em Campina Grande, durante toda a manhã. A previsão é que o sepultamento aconteça no fim da tarde.

Mônica de Oliveira foi encontrada morta dentro do carro do marido, um juiz do Pará, na última terça-feira (17). Monique Andrade, sobrinha de Mônica de Oliveira, afirmou nesta quarta-feira (18) que imagens de câmeras de segurança do prédio indicam que a magistrada cometeu suicídio. A Divisão de Homicídios da Polícia Civil investiga o caso, que segue sob sigilo de Justiça.

A magistrada foi encontrada morta com tiro no peito dentro do carro. O juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior entrou no veículo, onde estava o corpo da juíza, e dirigiu até a delegacia. Ele afirmou que a morte foi suicídio em um “momento de fraqueza”.

 

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe