Durante a sessão ordinária desta quarta-feira (10), o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba reconheceu, por unanimidade, a inconstitucionalidade do artigo 1º da Lei nº 031/1998 do Município de Sossego, bem como, por arrastamento, dos demais dispositivos, que autorizava a contratação temporária de professores para atender às necessidades essenciais daquela municipalidade. A decisão, com efeitos ex nunc (a partir de agora), foi do desembargador José Ricardo Porto.

No pedido, o Ministério Público estadual alegou que a contratação de servidor público sem concurso, segundo as normas constitucionais, só pode ocorrer para suprir situação emergencial fora do comum, imprevisível e em caráter temporário, com prazo restrito à satisfação da necessidade do interesse coletivo. Aduziu, ainda, que a Lei Municipal elenca hipótese de contratação temporária para área permanente, cujo preenchimento deve ocorrer por meio de certame.

No voto, o desembargador Ricardo Porto ressaltou que é de se reconhecer a inconstitucionalidade do artigo 1º da referida Lei do Município de Sossego, pois colide com a Constituição Estadual, uma vez que institui contratação temporária para o desempenho da função de professor, cuja necessidade é permanente e deve ser preenchida por meio de concurso público.

“Pela leitura do artigo 1º da referida norma, constata-se que o legislador mirim elencou hipótese de contratação sem concurso público, para área de atuação estatal (Educação) cuja necessidade é permanente, e não temporária, devendo ser suprida através de concurso público”, disse o relator.

Assessoria 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jovem de 19 anos é atingido por mais de 10 facadas durante briga em Santa Rita

O jovem Abraão Matias Nunes, 19 anos, foi alvejado com 14 golpes de faca peixeira, na tarde deste domingo, no município de Santa Rita, após se envolver em um briga…

Governador entrega reforma do Teatro Santa Catarina em Cabedelo

O governador João Azevêdo entregou, neste sábado (19), no município de Cabedelo, a reforma e ampliação do Teatro Santa Catarina, nas quais foram investidos aproximadamente R$ 5 milhões – 80%…