Por pbagora.com.br

O cientista político e professor universitário, Fábio Machado, afirmou em entrevista a Rádio Campina FM, que o ano de 2020 será de pressão e cobranças ao governo do presidente Bolsonaro (PSL).

O cientista político ressaltou que o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro foi um período de adaptação, mas, para 2020, o mesmo espera que a governo federal consiga superar as expectativas.

– Este ano de 2020 é um ano chave para a popularização do governo Bolsonaro, ao meu ver crucial. Esse primeiro ano, foi de ajuste para todas as questões, e há uma certa tolerância e isso é normal. Mas, 2020 vai começar com uma certa cobrança em relação ao governo, e é preciso que o governo dê sinais que a sua proposta econômica dê indícios de resultados, como na geração de emprego, por exemplo- afirmou.

Sobre as questões partidárias que envolvem o presidente da República, no tocante ao racha do Partido Social Liberal (PSL), que culminou na saída de Bolsonaro, e a criação do novo partido ‘Aliança pelo Brasil’, Machado declarou que o PSL se tratou apenas de um “partido de aluguel”.

– No caso do PSL, ficou claro que se tratava apenas de um partido de aluguel para o candidatura do presidente Bolsonaro. Eu acho que independentemente do presidente Bolsonaro ou outro, têm partidos que não representam coisa alguma, e isso é desastroso para a democracia representativa. Isso é maléfico- criticou.

PB Agora

Notícias relacionadas

Opinião: além de incompetente, negacionista e genocida, Bolsonaro é mentiroso

O presidente Jair Bolsonaro – tido e havido como “mito” para uma tropa de pensamento curto – tem sido a soma de um pouco de tudo que é ruim e…

Primeiro Painel Funesc de março debate Mulheres na Capoeira

A Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) realiza, nesta terça-feira (2), a partir das 19h, mais uma edição do ‘Painel Funesc’, cujo tema em debate será “Mulheres na Capoeira”, mediado…