O cientista político e professor universitário, Fábio Machado, afirmou em entrevista a Rádio Campina FM, que o ano de 2020 será de pressão e cobranças ao governo do presidente Bolsonaro (PSL).

O cientista político ressaltou que o primeiro ano do governo de Jair Bolsonaro foi um período de adaptação, mas, para 2020, o mesmo espera que a governo federal consiga superar as expectativas.

– Este ano de 2020 é um ano chave para a popularização do governo Bolsonaro, ao meu ver crucial. Esse primeiro ano, foi de ajuste para todas as questões, e há uma certa tolerância e isso é normal. Mas, 2020 vai começar com uma certa cobrança em relação ao governo, e é preciso que o governo dê sinais que a sua proposta econômica dê indícios de resultados, como na geração de emprego, por exemplo- afirmou.

Sobre as questões partidárias que envolvem o presidente da República, no tocante ao racha do Partido Social Liberal (PSL), que culminou na saída de Bolsonaro, e a criação do novo partido ‘Aliança pelo Brasil’, Machado declarou que o PSL se tratou apenas de um “partido de aluguel”.

– No caso do PSL, ficou claro que se tratava apenas de um partido de aluguel para o candidatura do presidente Bolsonaro. Eu acho que independentemente do presidente Bolsonaro ou outro, têm partidos que não representam coisa alguma, e isso é desastroso para a democracia representativa. Isso é maléfico- criticou.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Fragata estará aberta para visitação no Porto de Cabedelo neste fim de semana

A fragata “Constituição”, da Marinha do Brasil (MB), estará aberta à visitação pública neste sábado (18) e domingo (19), das 14h às 18h, no Porto de Cabedelo. A embarcação está…

Compra de medicamentos extra-SUS crescem 30% na Paraíba

Os investimentos para aquisição de medicamentos não incorporados no Sistema Único de Saúde (SUS) realizados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), registraram um…