Entre as manhãs de terça (21) e desta quarta-feira (22), a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado (Aesa) registrou fortes chuvas nas cidades de Lagoa Seca (82,5 mm), Esperança (61,2 mm), Bom Sucesso (53 mm) e Campina Grande (41,1 mm). No caso de Lagoa Seca, em apenas 24 horas, choveu quase o dobro do esperado para o mês de janeiro (47,7 mm).

Segundo a meteorologista da Aesa, Marle Bandeira, as chuvas foram provocadas pela combinação das altas temperaturas com o alto teor de umidade presente no ar. “Isso faz com que exista a formação de nuvens do tipo cumulonimbus. Elas costumam trazer chuvas fortes acompanhadas por trovoadas. São as chamadas chuvas de verão”, explicou.

A previsão para a tarde desta quarta-feira é de que o tempo permaneça instável no interior do estado. “O deslocamento de áreas de instabilidade vindas do setor sul do Nordeste poderão ocasionar chuvas de intensidade moderada nas regiões do Agreste, Brejo, Cariri, Sertão e Alto Sertão”, acrescentou a meteorologista.

Reservatórios – Dos 134 açudes monitorados pela Aesa, 33 estão com menos de 5% do volume total. Outros 50 têm menos de 20% e 50 reservatórios possuem capacidade superior a 20%. Apenas um está sangrando: o São José 2, localizado no município de Monteiro. A lista completa com a situação detalhada de cada barragem está disponível no site aesa.pb.gov.br .

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Confira o plano de trânsito e transporte para o Carnaval 2020, em CG

A Prefeitura de Campina Grande, através da STTP, já tem pronto plano operacional de mobilidade urbana com interdição de vias e serviço de transportes públicos durante o carnaval da paz.…

Análise: ficando provado que presos acusados de compor uma Orcrim não tem culpa, quem paga a conta?

Generalizemos e evitemos mencionar nomes, até para que não se forme juízo de valor influenciado por simpatias, antipatias, vinganças, apreço, ou coisa que o valha. Vamos lá: Imagine você que…