Por pbagora.com.br

Pesquisa feita pela Agência Macroplan e divulgada nesta sexta-feira (11) pela CNN Brasil, apontam Campina Grande como a 3º melhor cidade do Nordeste para se viver. No entanto, no quesito Saúde, a rainha da Borborema perde para a capital, João Pessoa. O estudo avaliou as 100 maiores cidades do Brasil com base em quesitos como educação, saneamento, saúde e segurança

 

Em qualidade de vida, ainda de acordo com a pesquisa Índice de Desafios da Gestão Municipal, Campina Grande, no Nordeste, fica atrás apenas de Petrolina-PE e Vitória da Conquista-BA. Além das já citadas, João Pessoa fica abaixo ainda da capital do Ceará, Fortaleza.

No ranking geral, as duas cidades paraibanas ocupam a 52ª e 56ª posições. Maringá, no estado do Paraná, é a campeã.

SAÚDE

 

Entre as duas cidades da Paraíba, João Pessoa é a mais bem avaliada, aparecendo na 49º colocação, enquanto que a cidade do Agreste, Campina Grande, despenca e aparece na 80ª posição.

 

O município mais bem colocado no ranking geral é Florianópolis, em Santa Catarina.

EDUCAÇÃO

Em Educação, a capital paraibana volta a ser superada por Campina Grande. A rainha da Borborema ocupa a 64ª posição, enquanto que João Pessoa, no ranking geral da pesquisa, só aparece no 85º lugar.

A primeira colocação ficou com o município de Piracicaba, no interior de São Paulo.

SEGURANÇA

Mais uma vez o município de Campina Grande aparece à frente de João Pessoa. No quesito Segurança, a capital do Agreste ocupa o 48º lugar. João Pessoa oito posições depois, na 56ª. Neste quesito, a cidade melhor avaliada em todo o país é São Paulo.

SANEAMENTO

A capital paraibana, ainda segundo a pesquisa Índice de Desafios da Gestão Municipal, aparece mais uma vez atrás de Campina Grande. No ranking geral, as duas cidades aparecem no TOP30. CG na 23ª posição, e JP na 29ª.

Santos é a cidade mais bem avaliada.

A pesquisa oferecendo um diagnóstico dos resultados alcançados pelas gestões municipais em 2019 e traça um comparativo com o cenário dos últimos 10 anos.

 

PB Agora

 

Notícias relacionadas

CG: MPs pedem maior fiscalização em estabelecimentos para cumprirem decreto

Os Ministérios Públicos na Paraíba (MPT, MPF e MPPB) recomendaram aos órgãos de fiscalização de Campina Grande a intensificação das fiscalizações na cidade, para multar e até interditar os estabelecimentos…

Presidente da FPF diverge de recomendação do MPPB sobre suspensão do futebol na Paraíba

A presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, criticou a recomendação do Ministério Público da Paraíba solicitando a suspensão da realização de partidas de futebol no estado. Para…