Por pbagora.com.br

Na manhã desta segunda-feira (25), centenas de peixes mortos apareceram boiando nas águas da Lagoa do Parque Solon de Lucena, no Centro de João Pessoa.

De acordo com as informações agentes da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) fizeram a retirada dos animais mortos e a limpeza do local.

A morte dos animais será investigada pela Secretaria de Meio Ambiente (Semam) da Prefeitura que coletou amostras da água e dos peixes para análise.

Confira a nota na íntegra:

Os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) estão avaliando o que teria provocado a morte de peixes na Lagoa do Parque Solon de Lucena, entre este domingo (24) e segunda-feira (25), mas algumas hipóteses já estão sendo discutidas.

De acordo com o zootécnico do Parque da Bica, Jair Azevedo, especialista em Piscicultura, é preciso avaliar o que ocorreu, mas provavelmente há uma “eutropização” da água da Lagoa, que é o excesso de matéria orgânica, reduzindo o nível de oxigênio da água, provocando a morte dos peixes. É possível também que haja uma superpopulação de peixes – os excrementos dos peixes também podem reduzir o nível de oxigênio da água.

Os técnicos vão coletar amostras da água e também dos peixes para que seja feita análise e só depois será possível saber o que pode ter provocado a morte dos peixes.

PB Agora

Notícias relacionadas

Inmet renova alertas de acumulado e perigo de chuvas para 213 cidades da PB

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) renovou dois alertas amarelos de chuvas intensas e um alerta laranja de acumulado de chuva para 213 municípios da Paraíba. Segundo o Inmet, os…

Chuvas em JP ultrapassam 200 milímetros em 6 horas e superam média histórica

As fortes chuvas que caíram em João Pessoa nas última horas, ultrapassaram os 200 milímetros, e superaram em quase 60% a média histórica dos últimos 30 anos. As chuvas provocaram…