O jornal paulista Estado de São Paulo repercutiu, nesta segunda-feira (27), denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-secretário da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) César Augusto Cananéa Andrade e mais cinco pessoas por superfaturamento de R$ 4 milhões na construção de um muro obra da Lagoa do Parque Solón de Lucena.

De acordo com a reportagem do Estadão, o ex-secretário teria praticado peculato em contrato celebrado com a empresa Compecc Engenharia com suposto 81% de sobrepreço. A obra, de acordo com o MPF, trata-se de um novo muro de proteção na lagoa, no Centro de João Pessoa.

A denúncia foi apresentada pelo MPF na última sexta-feira (24). De acordo com a reportagem do Estadão, o valor que deveria ter sido gasto com a obra era de R$ 2.606.962,10, no entanto, teria custado R$ 4.053.429,56.

Confira denúncia na íntegra, além da reportagem do Estadão clicando aqui.

Foto: reprodução

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ruy Dantas, Paulo Neto e Fábio Bernardo estreiam novo programa na 89 Rádio Pop

O trio mais famoso das noites do rádio paraibano na atualidade agora está de casa nova: a 89 Rádio Pop. E também em novo horário. Eles, que te acompanhavam na…

João: retomada de obras suspensas pela pandemia restabelecerá empregos

O governador João Azevêdo anuncia nesta segunda-feira (6), às 10h, por meio de transmissão ao vivo em seus perfis oficiais e nas páginas oficiais do Governo da Paraíba no YouTube…