Por pbagora.com.br

O ex-presidente da Câmara Municipal de Patrocínio e candidato a vereador, Cássio Remis (PSDB), foi morto a tiros na tarde desta quinta-feira (24). O assassinato foi confirmado pela Polícia Militar e teria acontecido após uma live transmitida em uma rede social do político. Ninguém foi preso até o momento.

Remis realizava uma transmissão ao vivo em uma rede social, denunciando uma suposta obra irregular realizada pela Prefeitura de Patrocínio, a 393 km de Belo Horizonte.

Durante a transmissão, Remis capta o momento em que um veículo branco se aproxima. Um homem desce do carro e é identificado pela vítima como Jorge Marra, secretário municipal de Obras e irmão do prefeito, Deiró Marra (DEM).

O candidato a vereador chega a anunciar a chegada do opositor durante a live.

— Está aqui agora o secretário que veio aqui para me agredir.

Quando o homem se aproxima da vítima, o celular começa a balançar. Cássio chega a pedir para o homem não quebrar o aparelho. Neste momento, a transmissão é interrompida.

CLIQUE NO AQUI E ASSISTA

https://www.facebook.com/watch/?v=353582525790477&extid=dYwyxcsxjkeSa7Pn

De acordo com o tenente-coronel Caixeta, que atendeu à ocorrência, depois de ter levado o celular do candidato do PSDB, o homem entrou de volta no carro e seguiu em direção à Secretaria de Obras. A vítima foi atrás do autor para tentar pegar o celular de volta. Neste momento, o “autor sacou um revólver e efetuou disparos contra a vítima”.

Ainda segundo o militar, o autor do crime deixou o local em uma caminhonete Hillux.

A PM tenta localizar o autor do crime.

Fonte: R7

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB e rede de proteção discutem casos de crianças e adolescentes vulneráveis

A Promotoria de Justiça de Pocinhos promoveu duas reuniões por videoconferência, com secretários municipais, Defensoria Pública e profissionais de saúde e de assistência social da rede de proteção dos municípios…

Ouvidoria Eleitoral paraibana já recebeu 450 denúncias pelo aplicativo Pardal

Desde o início da Campanha Eleitoral 2020, em 27 de setembro, está disponível a nova versão do aplicativo Pardal. Criado em 2014, pela Justiça Eleitoral, o app foi desenvolvido para…