Por pbagora.com.br

Por 10 votos contra 7, a Câmara Municipal de Bayeux decidiu autorizar o prosseguimento do pedido de intervenção na Prefeitura da cidade, que foi solicitado pelo Tribunal de Contas ao Governo do Estado (TCE-PB), na semana passada.

Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal, sem não tivesse havido a aprovação da Câmara, o pedido de intervenção seria arquivado.

Votaram sim pela interdição, os seguintes vereadores: Inaldo Andrade, Josauro Pereira, Roni Alencar, Betinho da RS, Netinho Figueiredo, Lico Cunha, Luciene de Fofinho, Nôquinha, Zé Baixinho e Jefferson Kita.

Optaram pelo arquivamento da solicitação do Tribunal de Contas Adriano Martins, Adriano do Táxi, Dedeta, Guedes da Informática, Uédson Orelha, França e Cabo Rubem.

Agora a Mesa Diretora notificará o Tribunal de Contas do Estado e o governador João Azevêdo que determinará os próximos encaminhamentos do processo. Caso o pedido seja acatado pelo governador, João Azevêdo terá que indicar um interventor e este deverá ter o nome aprovado pela Assembleia Legislativa.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Quatro servidores do Incra são afastados no âmbito da Fundo do Poço

Durante o cumprimento da Operação Poço Sem Fundo deflagrada hoje pela Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Federal e a CGU, quatro servidores do Incra foram afastados por…

Agroindústria da cana-de-açúcar cobra prefeitáveis de JP quanto ao incentivo do uso do etanol e redução da poluição

No próximo domingo (29) os eleitores de João Pessoa irão às urnas escolher o novo prefeito da cidade. Questões ambientais como o aumento da temperatura global, redução da poluição atmosférica…